Saiba tudo sobre o empréstimo pessoal no PicPay

Quer saber como funciona um empréstimo pessoal? Saiba como fazer um empréstimo online confiável e o que considerar nessa hora.

15 de dezembro de 2021 Atualizado em 26 de janeiro de 2022

Muita gente já passou por dificuldades financeiras e precisou pedir um empréstimo pessoal. Se isso não aconteceu com você, com certeza algum amigo ou familiar já passou por essa situação. 

Nas horas em que o orçamento fica apertado e você não dá conta de pagar todas as contas ou quando aparece um imprevisto, como o carro quebrado, a saída pode ser pedir um empréstimo. 

Mas não precisa se desesperar! Hoje em dia, fazer um empréstimo é rápido, simples e online. Mesmo para quem já precisou pedir um no passado, vai ver neste texto que as condições estão muito melhores do que antigamente.

No PicPay, temos a opção de empréstimo online: você faz tudo pelo próprio aplicativo sem precisar sair de casa ou ficar horas no telefone. Todo o gerenciamento do empréstimo, como o prazo e as parcelas a serem pagas, também é realizado no app. 

Leia mais: Como parcelar boleto sem perder o controle das finanças

Mas antes de nos aprofundarmos nas características do crédito pessoal no PicPay, é bom entendermos como esse produto financeiro funciona. Por isso, nesse texto vamos falar sobre:

  • O que é o empréstimo pessoal ?
  • Como fazer um empréstimo online?
  • Empréstimo online é confiável?
  • Como pedir um empréstimo no PicPay?

O que é um empréstimo pessoal?

O próprio Banco Central, uma das maiores autoridades econômicas do País, explica que o empréstimo pessoal é uma operação de crédito em que uma pessoa ou empresa recebe uma quantia de dinheiro assumindo o compromisso de pagar, no futuro, o valor emprestado acrescido de juros e encargos. 

O empréstimo é oferecido por bancos, cooperativas de crédito e financeiras. Ele também é chamado de crédito pessoal.

O prazo para efetuar o pagamento, a quantidade de parcelas e os juros são contratados entre as partes, e os recursos não têm destinação específica. Ou seja, a pessoa ou empresa pode utilizar o dinheiro que tomou emprestado onde e como quiser.

Geralmente, o valor emprestado mais os juros é dividido em parcelas que o cliente deve pagar ao banco ou instituição todos os meses. 

O empréstimo ou crédito pessoal é uma opção para cobrir gastos inesperados ou para quitar dívidas com taxas de juros mais altas, como as do cartão de crédito ou do cheque especial. 

Qual é o melhor momento para fazer um empréstimo? 

Ao pensar em fazer um empréstimo, é preciso identificar o motivo pelo qual você precisa do dinheiro. É fundamental ter clareza sobre a real necessidade do crédito e de onde você pretende usar o dinheiro, pois solicitar um empréstimo sem saber pode levar a problemas financeiros.

Fazer um empréstimo deve ser uma alternativa para recuperar o fôlego e pôr as contas em dia ou para fazer uma grande aquisição se você não tem  dinheiro para pagar de uma vez, como abrir um negócio ou reformar a casa.

Leia mais: Como antecipar saque-aniversário do FGTS e pedir empréstimo?

Também é importante saber que para o empréstimo valer a pena, o valor dos juros deve ser menor que o da dívida e, claro, você deve ter em mente que vai conseguir pagar as parcelas do empréstimo.

Antes de contratar, simule os diversos planos e opções e determine o valor máximo que você pode pagar mensalmente. Quanto maior for o número de parcelas e o tempo para quitar o empréstimo, menor será o valor pago mensalmente. Entretanto, o valor total da dívida no final do período será maior.

É importante ressaltar que o valor das parcelas a serem pagas mensalmente não ultrapasse 30% de quanto você recebe todo mês, ou seja, da sua renda mensal. 

Mas como saber se você precisa fazer um empréstimo? Veja abaixo as principais situações.

Pagar uma dívida muito alta

Você pode pedir um empréstimo para quitar uma dívida que tem juros muito altos. É uma alternativa para cobrir o cheque especial ou evitar o crédito rotativo do cartão de crédito (quando deixamos de pagar o valor total da fatura).

Concentrar todas as dívidas em uma única operação pode ainda trazer tranquilidade, já que o excesso de cobranças é evitado. Mas é preciso se planejar e economizar para garantir que o valor da parcela do empréstimo cabe no bolso.

Caso contrário, há o risco de a situação sair novamente do controle.

Abrir um negócio próprio ou tirar um sonho do papel

Em tempos de desemprego em alta, cresceu o número de brasileiros interessados em abrir um negócio. O empréstimo pode fazer seu negócio ou seu sonho sair do papel mais rápido.

O dinheiro do empréstimo pode ser utilizado na reforma da casa, em uma viagem ou para pagar um curso importante.

Limpar o nome 

O acúmulo de dívidas pode levar as pessoas a terem o nome sujo nos serviços de proteção ao crédito. Além do desconforto emocional, a pessoa que tem o nome sujo pode ficar de fora de boas oportunidades de crédito e até financiamentos.

Como fazer um empréstimo online?

Graças ao avanço da tecnologia, hoje é possível realizar quase tudo pelo celular, na palma da mão. Conseguir um empréstimo online é uma das grandes vantagens desse avanço: a contratação é rápida e sem nenhuma burocracia.

O empréstimo online PicPay pode ser feito diretamente pelo app. Se você tiver uma oferta pré-aprovada, você já pode simular e ver qual condição se encaixa melhor no seu orçamento. 

Você também pode fazer uma simulação em outros parceiros que estão disponíveis no marketplace financeiro, assim consegue visualizar as ofertas para o seu perfil.

Procure uma instituição financeira confiável

Evite empresas desconhecidas e não contrate só por causa de um anúncio ou propaganda. Pesquise se é uma instituição segura e regulada pelo Banco Central. 

Também desconfie de ofertas de crédito muito vantajosas ou facilitadas que dispensem avalista ou que não façam consultas, como, por exemplo, o Serviço Central de Proteção ao Crédito (SCPC) ou a Serasa.

Faça uma simulação

Antes de contratar é importante fazer uma simulação numa instituição de confiança. Assim você descobre quantas parcelas terá que assumir por mês, qual será o valor da taxa e quanto tempo poderá levar para quitar. Sem surpresas.

Simule também qual seria o valor de cada parcela caso prefira quitar o empréstimo antecipadamente. 

Informe seus dados pessoais

Geralmente, os dados necessários são o número do CPF, o RG ou Carteira de Identidade e um comprovante de residência (contas de energia elétrica, água, telefone ou qualquer outra correspondência que tenha seu nome e endereço).

Escaneie os documentos que não são digitalizados e envie para a instituição escolhida. Nesta etapa, a instituição vai avaliar a sua capacidade de quitar a dívida.

Quais são as vantagens de fazer um empréstimo online?

  • Rapidez e praticidade: Se você já tiver um limite pré-aprovado vinculado na sua conta, com o empréstimo PicPay, por exemplo, você consegue o dinheiro em alguns minutos ou dias, sem necessidade de falar com nenhum atendente.
  • Possibilidade de escolher quando começar a pagar: Na própria simulação de contratação, também é possível escolher a data de início do pagamento das parcelas. Não esqueça que há a cobrança de juros da mesma forma (ou seja, quanto mais você demorar a começar a pagar, maiores serão os juros).
  • Desconto automático para pagamento antecipado: Da mesma forma como é possível contratar o crédito online, é possível amortizar o valor da dívida ou mesmo quitá-la com desconto automático dos juros. No empréstimo do PicPay, todo o gerenciamento do crédito é feito pelo app. 

Como fazer um empréstimo no PicPay?

Agora que você já sabe tudo sobre essa forma de crédito e as vantagens de fazer um empréstimo online, vamos nos aprofundar nos detalhes do empréstimo PicPay. Como funciona? Quais são as taxas? Como pedir? Tudo isso você vai saber nas próximas linhas. 

Desde fevereiro de 2021, o PicPay oferece empréstimo no próprio app para os usuários que precisam de dinheiro. 

Segundo Frederico Trevisan, Head de Crédito e Cartões do PicPay, o empréstimo no PicPay surgiu por causa da alta demanda dos usuários e porque é um produto que complementa outros serviços financeiros que já existem no app, como o pagamento de contas, por exemplo. 

Mas não é exatamente o PicPay que empresta o dinheiro. O PicPay é como se fosse uma loja que oferece o crédito de outras instituições financeiras, como o Banco Original, por exemplo. Por isso se chama marketplace financeiro. 

A dinâmica é parecida com as plataformas de investimentos que oferecem fundos de diferentes instituições em um único lugar. Podemos comparar com um supermercado, onde existe a loja e dentro dela são vendidos produtos de diversas marcas. 

A interação dentro do PicPay permite que a oferta do crédito pessoal pré-aprovado seja mais assertiva e aderente ao usuário, facilitando assim a conversão. É muito mais fácil pedir um empréstimo no mesmo lugar onde você paga as suas contas e realiza transferências, não é mesmo?

A partir do momento em que o cliente contrata e recebe o dinheiro na plataforma, ele já pode usá-lo para pagar boletos, realizar transferências, consumir e fazer render o que está parado na conta. Até o pagamento das parcelas pode ser feito no próprio app. 

Leia mais: Como fazer um bom planejamento financeiro pessoal

Além disso, toda a gestão operacional é feita pelo próprio PicPay, otimizando e reduzindo custos das instituições que concedem o crédito. 

Se por um lado, a venda de empréstimos no PicPay encurta caminhos e facilita o recebimento e gestão do dinheiro de quem pediu emprestado, ela também facilita e ajuda as instituições financeiras a emprestarem mais. 

À medida que mais instituições oferecem empréstimos no PicPay, os usuários poderão fazer mais simulações, comparar taxas e prazos. Ou seja, a tendência é que gere uma competitividade natural que proporcione taxas mais baixas e condições melhores para os usuários do PicPay. 

Em menos de 1 ano disponível para os usuários, o empréstimo PicPay já é um grande sucesso. Ele já atingiu patamares recordes e a carteira de crédito atingiu um total de R$ 500 milhões em apenas seis meses de lançamento. 

“Quando o cliente consegue consumir, pagar contas e ainda ter empréstimo em um lugar só, o PicPay se consolida como um dos apps mais importantes do celular dele”, comemora Frederico Trevisan.

Como contratar o empréstimo PicPay?

O primeiro passo para ter acesso ao crédito pessoal na plataforma é baixar o aplicativo do PicPay. Caso o cliente tenha uma oferta pré-aprovada, ele terá disponível o botão de crédito pessoal.

Se você tem uma oferta de empréstimo PicPay com um de nossos parceiros, basta seguir o passo a passo:

  • Toque em Carteira;
  • Selecione Empréstimos;
  • Em seguida, Empréstimo Pessoal e Continuar nas seguintes telas;
  • Se caso não houver uma oferta no momento, você verá a informação “não achamos uma oferta para você”. Mas não se preocupe, assim que aparecer uma oferta, você receberá uma notificação pelo app.

As taxas variam de 1,99% a 7,99% ao mês e os prazos são de até 48 meses para quitação do empréstimo. Uma vez aprovado, o crédito é feito diretamente na conta do PicPay. 

Empréstimo online é seguro? 

Se você chegou até aqui, provavelmente já está praticamente certo de que contratar um empréstimo é uma boa opção para você. Naturalmente, como tudo que envolve dinheiro, você precisa saber como fazer um empréstimo com segurança para não cair em golpes. 

A primeira dica é: nunca faça um depósito inicial para obter o empréstimo, principalmente, em contas de pessoas físicas.  Esse pedido é muito comum quando se trata de uma oferta criminosa. 

Leia mais: Como fazer pagamentos seguros e evitar golpes financeiros

Como já falamos, também é importante verificar se a instituição é autorizada a funcionar pelo Banco Central e se já é conhecida e séria.  O PicPay, por exemplo, existe há quase 10 anos e é regulado pelo Banco Central.

Além disso, não contrate a primeira instituição que aparecer. Como as taxas de juros e outros encargos variam bastante, a pesquisa do Custo Efetivo Total (CET) é fundamental.  

Mas o que é o CET? 

Taxa que corresponde a todos os encargos e despesas incidentes nas operações de crédito. Inclui a taxa de juros, as tarifas, os impostos e outras despesas. O CET precisa ser informado antes da concessão do empréstimo ou de um financiamento.

No PicPay, você tem acesso a todas essas informações antes da contratação do empréstimo. 

Também desconfie de ofertas de crédito muito vantajosas ou facilitadas por um milagre. Já dizia o ditado: “quando a esmola é grande, o santo desconfia”.

Agora que você já sabe tudo sobre o empréstimo pessoal e as vantagens do empréstimo PicPay, não precisa mais passar sufoco e apertos. Confira mais dicas sobre como cuidar do seu dinheiro!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 16

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados