Como economizar dinheiro com 20 dicas de finanças

Quer aprender como economizar dinheiro? Confira dicas de finanças pessoais e ideias práticas para o seu dia a dia e comece já!

11 de fevereiro de 2022 Atualizado em 22 de junho de 2022

Todo mundo sonha em conquistar alguma coisa, né? E, no mundo em que a gente vive, muitas vezes isso envolve ter grana. Mas isso não é motivo para desânimo, pelo contrário. Aprender como economizar dinheiro pode mudar sua relação com os seus objetivos.

No cenário em que a gente vive, com inflação em alta e os preços lá em cima, economizar se tornou ainda mais importante.

No entanto, na cabeça de algumas pessoas, a ideia de aprender a economizar está relacionada a se privar do que gosta e a sofrimento. 

Não precisa ser assim! Com algumas dicas de finanças pessoais, esse processo pode ficar simples. E você pode inclusive desenvolver uma relação mais saudável com dinheiro.

Deu vontade de tentar? Ótimo! Neste conteúdo, você vai aprender:

  • O que é economizar e por que nem sempre é simples;
  • Como ter mais controle financeiro;
  • Como fazer uma planilha de gastos mensais muito simples; 
  • Dicas para economizar dinheiro no dia a dia.

Para saber de tudo isso e muito mais, é só continuar a leitura!

Leia mais: Salário mínimo 2022: como fazer o dinheiro render?

Como aprender a economizar dinheiro?

Se você já se perguntou como aprender a economizar antes, é sinal de que você talvez tenha tentado guardar dinheiro e não pode não ter conseguido. Isso é comum e acontece mesmo.

Afinal, o que é economizar? Nada mais é do que gastar menos do que você ganha todos os meses para que você consiga ter uma sobra de dinheiro.

Essa “gordurinha” deve ser guardada, e isso é o que se chama de poupar dinheiro. É fundamental para que você conquiste objetivos maiores, invista parte do seu orçamento ou até mesmo se proteja de imprevistos financeiros, que podem exigir que você gaste mais em um mês específico.

Leia mais: Como juntar dinheiro para sair das dívidas em 9 dicas

Se não parece tão simples, você não está sozinho. Muitos brasileiros têm passado por dificuldades. A pesquisa Raio X do Investidor Brasileiro, realizada pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiros e de Capitais (Anbima), aponta que 63% da população perdeu pelo menos parte da sua renda em 2021.

Nesse cenário, a pesquisa mostra que menos de um terço dos brasileiros (27%) conseguiu economizar. Entre eles, a principal estratégia apontada foi diminuir gastos ou deixar de sair, além evitar compras desnecessárias e controlar as despesas.

Mas como aprender a guardar dinheiro mesmo quando o cenário aperta? Mais para frente neste texto, você vai conferir 20 dicas de finanças com ideias para economizar dinheiro no dia a dia.

Antes disso, que tal conferir algumas maneiras de se manter firme aos seus objetivos financeiros? Olha só algumas dicas.

Pense no que quer conquistar

Já parou para pensar que o dinheiro é tão importante nas nossas vidas porque funciona como um meio de conseguir o que você quer? Então, se você se planejar para economizar com um objetivo claro, tudo se torna mais simples e pode ser até prazeroso.

A dica é escolher o seu principal sonho neste momento e focar nele. Quer construir uma reserva de dinheiro para evitar imprevistos? Planeja trocar de carro? Quer ajudar seu filho ou filha a pagar a faculdade?

Seja o que for, tenha isso em mente sempre que precisar se lembrar o porquê de economizar.

Estabeleça um prazo

Depois de definir seu objetivo, é importante pensar em quando você deseja conquistá-lo. O fator tempo é muito importante, porque permite que você saiba qual é o prazo que tem para atingir a sua meta.

Se você deseja trocar de carro, sabe que precisa de um valor X para realizar seu objetivo. Então, se quiser fazer a troca em um ano, terá o período de 12 meses para chegar àquele montante de dinheiro. Esse é o raciocínio para que você saiba quanto precisa poupar, para qual meta e por quanto tempo.

Suas metas podem ser de curto, médio ou longo prazo. Confira alguns exemplos:

Curto prazo (até um ano)Viajar nas férias, reformar o banheiro de casa, criar uma reserva financeira
Médio prazo (até 5 anos)Comprar um carro, quitar uma dívida, juntar dinheiro para uma pós-graduação
Longo prazo (até 10 anos)Dar entrada em um novo imóvel, guardar dinheiro para aposentadoria, ajudar os filhos

Comece com um raio X das suas finanças

A terceira dica é começar com o que você já tem: analisar as suas rendas e despesas e ter ideias de como você pode economizar a partir do seu dia a dia. Para isso, ter um controle financeiro é fundamental.

Confira abaixo como fazer um controle financeiro do zero e, em seguida, confira 20 dicas para colocar em prática a partir de hoje e aprender como economizar dinheiro.

Como começar um controle financeiro?

O controle financeiro pessoal é a organização de tudo o que você ganha e gasta durante um período (que pode ser uma semana, um mês). Ou seja, é uma maneira de controlar toda a sua vida financeira.

Uma boa forma de começar a ter um controle financeiro pessoal é criar um orçamento para as suas finanças. Ou seja, saber quanto de dinheiro você precisa todos os meses para viver.

E como fazer isso? Para começar, é importante entender quais são as suas despesas fixas e suas despesas variáveis.

Defesas fixas pessoais x despesas variáveis

As despesas fixas pessoais são aquelas que têm o mesmo valor todos os meses, independente de quanto daquele serviço você consumir.

A conta de luz, por exemplo, varia de acordo com o seu consumo, então ela é uma despesa variável.

Alguns exemplos de despesas fixas pessoais: 

  • Aluguel;
  • Condomínio;
  • Prestações de compras parceladas;
  • Assinaturas de serviços como streaming;
  • Academia;
  • Plano de celular.

Depois de anotar suas despesas fixas, anote também as variáveis. Confira alguns exemplos:

  • Conta de luz;
  • Conta de água;
  • Gás;
  • Gasolina;
  • Supermercado.

Leia mais: Por que a gasolina está tão cara? Saiba quais são os motivos

E o cartão de crédito é despesa fixa ou variável? Ele pode ser uma despesa fixa caso você o utilize para pagar contas fixas todos os meses. No entanto, como é de costume o gasto do cartão variar de acordo com o mês, é comum que ele seja considerado entre as despesas variáveis.

Se você não sabe o quanto sua casa precisa por mês para funcionar, então é possível que suas finanças estejam fora de controle. 

Uma solução simples e eficaz para resolver isso e garantir um maior controle financeiro é ter uma planilha de gastos mensais.

5 passos para fazer uma planilha de gastos mensais

Veja como montar uma planilha de controle financeiro simples, mas que vai fazer toda a diferença na sua vida.

  • Coloque os meses do ano na primeira linha;
  • Coloque suas despesas fixas pessoais na primeira coluna;
  • Inclua os valores em cada uma delas e faça o acompanhamento mensal;
  • Some os valores para saber quanto foi gasto em um mês;
  • Depois, acrescente os gastos variáveis.

Confira um exemplo de uma planilha de gastos mensais, que você deve preencher mês a mês:

JanFevMarAbrMaiJunJulAgoSetOutNovDez
AluguelR$ 1.000,00R$ 1.000,00R$ 1.000,00

Celular
R$ 50,00R$ 50,00R$ 50,00
LuzR$ 70,00R$ 79,00R$ 82,00
MercadoR$ 500,00R$ 485,00R$ 472,00
TotalR$ 1.620R$ 1.614R$ 1.604

Com essa atitude simples, você pode identificar oportunidades de economizar e entender quais são seus maiores gastos.

Qual a diferença entre orçamento e planejamento financeiro?

O orçamento financeiro é a estimativa de entrada e saída de dinheiro dentro de um determinado período. Já o planejamento financeiro é a forma como você vai direcionar esses gastos e investimentos. 

É no planejamento que você pode programar o valor que pretende poupar ou quando vai ter despesas maiores, como em uma viagem de férias.

Então, saber como economizar dinheiro passa pelas duas coisas. Você deve conhecer seus gastos a partir de uma organização das finanças pessoais e planejar o uso da sua renda.

Leia mais: O que é Selic e como lidar com a alta da taxa de juros

Como economizar dinheiro com 20 dicas de finanças pessoais

Colocar as finanças pessoais em dia pode ser um desafio para muitas pessoas. Mas acredite: no final, pode contribuir com a sua saúde!

As finanças causam estresse e impactam a vida familiar de mais da metade dos brasileiros: 58,4%. 

É o que mostra o Índice de Saúde Financeira do Brasileiro, uma iniciativa da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com o Banco Central.

Outro levantamento, chamado de “Estresse Financeiros dos Brasileiros”, feito pela fintech Onze, mostra que o dinheiro está na liderança das preocupações de 71% dos trabalhadores brasileiros. 

A pesquisa foi feita durante a pandemia, e mesmo assim a saúde ficou em segundo lugar.

E com certeza você já viveu isso no seu dia a dia. Quem nunca se preocupou com o aperto no final do mês ou por não se sentir preparado para lidar com um gasto imprevisto?

Então, buscar dicas de finanças pessoais para economizar é tomar uma atitude e evitar que o dinheiro esteja no controle. 

Confira como economizar dinheiro no dia a dia com dicas simples e sem sofrimento.

Leia mais: Quanto rende 20 reais no PicPay ou até valores superiores?

1. Faça uma análise dos seus gastos

O primeiro passo para começar a organizar suas finanças pessoais é analisar o que você gasta todos os meses. 

Você, assim como todo mundo, certamente tem alguma “gordurinha” para cortar. Inclusive nas contas fixas, sabia?

Se você é um bom pagador, vai ter várias vantagens. Você pode negociar com a operadora de celular um plano mais barato e sem grande diferença de vantagens em relação ao que tem hoje, por exemplo.

Faça esse exercício com as contas fixas e também com as variáveis. Olhe para cada uma delas e se pergunte: como posso reduzir essa despesa?

Com o PicPay, você pode organizar as suas contas e pagar todas elas em um só lugar.

2. Renegocie suas dívidas

Se você tem dívidas, renegociá-las pode reduzir bastante os juros que você precisa pagar. Em alguns feirões para limpar o nome, você pode conseguir descontos de até 99% no valor do débito.

No app PicPay, você pode consultar seu CPF e verificar se existe algum débito registrado. Depois, basta conferir o passo a passo de como limpar o nome.

3. Economize água com medidas simples

Em algumas contas, você vai perceber que não se trata de negociar com a empresa que presta um serviço, mas sim de mudar seu comportamento.

O consumo de água é um bom exemplo. Você pode:

  • Tomar banhos mais curtos;
  • Reaproveitar a água da roupa para lavar o quintal;
  • Verificar se não há vazamentos;
  • Desligar as torneiras ao ensaboar a louça ou escovar os dentes, etc.

Além de fazer bem para o seu bolso, faz bem para o planeta.

4. Troque as lâmpadas de casa por opções mais econômicas

Trocar as lâmpadas de casa é uma medida simples que pode trazer grande economia, além de ajudar o planeta. As lâmpadas de LED são 80% mais econômicas do que as incandescentes e 30% mais econômicas que as fluorescentes.

Com apenas 10w, a lâmpada de LED ilumina o equivalente a incandescente de 60w. No final do mês, a economia na conta de energia ultrapassa os 80%.

5. Aproveite a iluminação natural

Que tal fazer o exercício de utilizar menos as luzes elétricas e abrir mais as janelas? É uma forma de economizar energia que, com o passar do tempo, você nem vai perceber. Mas a diferença no bolso vai ser visível.

Além disso, considere tirar algumas lâmpadas de lustres ou passagens que tenham muitas delas, ou que sejam bem próximas a outro cômodo iluminado.

6. Lave as roupas de uma vez

Algumas pessoas têm o hábito de lavar roupas várias vezes por semana. Mas pense bem: se você se organizar, é possível juntar as roupas em uma lavagem.

Com isso, você economiza água e também energia elétrica.

7. Verifique o que tem em casa antes de fazer novas compras

Organize sempre seus armários e acompanhe o consumo de itens de alimentação, para não perder nada que venceu antes de ser aproveitado.

Vale fazer o mesmo com outros produtos perecíveis, como de higiene.

8. Economize nas compras de supermercado

O supermercado é uma das maiores despesas variáveis de muita gente. E com a inflação em alta, está cada vez mais caro. Por isso, é preciso ter muita atenção.

Veja algumas dicas do que fazer:

  • Sempre faça uma lista do que tem em casa e em quais quantidades, para saber o que precisa repor e evitar exageros;
  • Considere experimentar marcas que ofereçam produtos mais em conta;
  • Procure comprar frutas da época – que geralmente ficam mais baratas;
  • Aproveite promoções para comprar de uma vez várias unidades de produtos que estejam com preço bom.

Com essas medidas simples, você pode reduzir bastante o preço da sua compra.

Leia mais: Como ganhar dinheiro no Twitter com PicPay

9. Leve sua marmita

Levar a sua comida preparada em casa para o trabalho pode fazer muita diferença no seu orçamento no final do mês.

Comer fora é um gasto alto, especialmente se for todos os dias. Se você tem essa possibilidade, faça o teste de levar marmitas por uma semana e perceba como isso influencia seu orçamento.

10. Compre à vista

Vale a pena se planejar para pagar as compras à vista em alguns casos, porque algumas lojas podem oferecer descontos e condições especiais.

Sempre pesquise para ver se vale a pena, viu? Em algumas situações, pode ser muito vantajoso. E não se esqueça de negociar sempre que for pagar à vista.

11. Venda itens que não usa mais

Armário lotado, roupas ainda com etiqueta, uma blusa da cor que você detesta e que nem lembra o motivo de ter comprado, algo que não te serve mais… Você se identifica?

Muitas pessoas passam por isso. A boa notícia é que existe como economizar dinheiro com a venda de itens usados.

Você pode separar peças que estão em bom estado e vender por meio de sites de são brechós online. Também é possível vender em brechós físicos, para pessoas próximas ou até usando as suas redes sociais.

O mesmo serve para móveis, sapatos, eletrodomésticos e todo tipo de item que você não usa mais, mas está bem conservado. Procure sites especializados ou ofereça para pessoas próximas a você.

12. Anote todos os seus gastos financeiros

Se você quiser fazer um acompanhamento maior das suas finanças pessoais no início, pode anotar seus gastos no dia a dia, além de usar a planilha de gastos mensais. 

Isso ajuda a ter uma noção de como os gastos vão ao longo das semanas, sem ter que esperar até o final do mês. Assim, se você perceber que está gastando muito, vai perceber logo e pode ajustar.

Caso você pague a maior parte das suas compras no cartão de crédito ou débito ou por aplicativos, nem será preciso anotar. Fica tudo salvo no seu extrato e basta acessá-los para analisar.

Mas é importante que você não se esqueça de fazer essa análise de forma recorrente, além de olhar com mais profundidade no final do mês. É isso que vai fazer a diferença na hora de estabelecer um controle financeiro.

13. Peça emprestado

Precisa de uma furadeira para pregar um quadro? Ou de um vestido de festa para um casamento? 

A reação mais normal é ir às compras. Mas pedir emprestado é uma ótima solução, especialmente quando é algo que você vai usar pouquíssimas vezes.

14. Não compre na hora

Se você passou pela vitrine e se apaixonou por uma blusa, experimente não comprar na hora e refletir sobre aquela vontade. Compras por impulso podem acabar com o seu controle financeiro. 

Sempre se dê um tempo antes de uma aquisição e se pergunte, sinceramente: eu preciso daquilo? Esse item vai fazer diferença real na minha vida? Ele é mais importante do que meus sonhos e metas maiores?

15. Experimente programas de lazer mais baratos

Antes de marcar uma saída com os amigos naquele bar meio caro, que tal chamá-los para a sua casa? Com alguns petiscos baratos, o encontro vai ser tão divertido quanto e bem mais barato.

Além disso, busque opções gratuitas nos seus momentos de lazer. É possível evitar o shopping (até para não cair em tentação) e aproveitar o parque, por exemplo.

16. Foque nos seus sonhos

Muitas pessoas têm dificuldade em como economizar apenas por economizar. Por isso, o foco não precisa ser o dinheiro, mas sim o que você pode conquistar com ele.

A partir do seu planejamento financeiro, escreva seus sonhos no papel e deixe em um lugar visível. Assim, sempre que bater a vontade de uma compra por impulso, você pode se lembrar do “algo maior” que está perseguindo.

Mas lembre-se: uma meta precisa ser definida de forma objetiva e você deve ter um prazo para alcançá-la, o que pode ajudar a torná-la viável. 

Sonhar é saudável, mas as metas precisam ser realistas e devem estar alinhadas com seu controle financeiro, certo?

17. Aprenda a investir seu dinheiro

Os investimentos são uma ótima forma de obter renda extra no final do mês e melhorar a sua organização financeira. Busque por investimentos que tenham a ver com a realidade e metas financeiras.

Leia mais: Como investir dinheiro de maneira segura?

Mas cuidado: eles não significam todos a mesma coisa. Não se esqueça de levar em conta a rentabilidade, o risco e a liquidez na hora de optar por determinado investimento.

18. Busque descontos e cashback

Economizar na hora de fazer compras é fundamental para quem quer guardar dinheiro. E se ainda for possível ter parte do dinheiro de volta?

É possível, sim. Confira nove dicas para fazer compras online com desconto e muito cashback.

No aplicativo do PicPay, você ganha cashback de várias formas

Como funciona o cashback PicPay? 

Ganhar cashback no PicPay pode te levar a economizar muito dinheiro. E existem muitas formas de fazer isso. Veja as principais: 

  • Fazer um pagamento, parcelar boletos e até contas de consumo;
  • Comprar em lojas parceiras físicas e online; 
  • Em compras no crédito com PicPay Card;
  • Recargas de celular e de bilhete único;
  • E muito mais.

Leia mais: O que é PicPay e como funciona?

19. Crie um dia com gastos zerados

Esse exercício é ótimo para se desafiar e entender que economizar pode ser mais simples do que você imagina.

Pegue um dia da semana e eleja como seu “dia de gastos zero”. Procure soluções criativas para não comprar nada nesse dia e veja como é possível se virar sem novas aquisições.

20. Diga não!

Pode ser difícil no começo, mas aprender a dizer não vai mudar sua relação com o dinheiro. 

Quando você conhece suas necessidades, fica mais simples recusar o que não faz parte delas.

Além disso, conhecer sua realidade financeira e ter seus sonhos claros vai te dar um senso de priorização fundamental para usar seu dinheiro da melhor forma possível.

E aí, ficou animado para organizar as finanças pessoais? Então confira mais conteúdos sobre como cuidar melhor do seu dinheiro!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.6 / 5. Número de votos: 18

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados