Metas financeiras: como definir e conquistar as suas em 2024

Veja como estabelecer metas financeiras de curto, médio ou longo prazo e confira exemplos para te ajudar a alcançar os seus objetivos no ano que se inicia

1 de dezembro de 2022 Atualizado em 21 de novembro de 2023

Realizar sonhos, sair das dívidas, melhorar as finanças da família e vários outros planos. Não sabe como alcançar esse tipo de objetivo? As metas financeiras podem te ajudar e a virada do ano é um ótimo momento para você se organizar!

Não sabe o que é uma meta financeira? Então vamos te explicar, mostrar alguns exemplos e ainda listar dicas de como defini-las e alcançá-las em 2024.

O que são metas financeiras?

As metas financeiras são objetivos que envolvem dinheiro e que são definidas para serem alcançadas em um determinado período de tempo

O seu objetivo é ter mais saúde financeira? As metas são as atividades que você tem que cumprir para atingir esse objetivo. 

Então, em resumo, o objetivo é onde você quer chegar e as metas financeiras são as etapas que você precisa passar durante o caminho

Você tem algum sonho que sempre fica para amanhã? Ou sempre desiste do mesmo objetivo depois de algum tempo?

Os objetivos financeiros podem te auxiliar a se organizar, a se manter motivado e a conseguir acompanhar os progressos. 

Para ter sucesso em seus objetivos, é muito importante que você estabeleça metas financeiras de curto, médio e longo prazo

O que são metas de curto, médio e longo prazo?

Como já falamos acima, as metas precisam ser definidas com um prazo estipulado. Nesse sentido, elas se dividem em três grupos: curto prazo, médio prazo e longo prazo. 

  • As metas financeiras de curto prazo são aquelas que devem ser cumpridas em até um ano
  • As metas financeiras de médio prazo precisam ser definidas para um prazo de até dois anos
  • As metas de longo prazo são aquelas que podem levar mais tempo para serem cumpridas, com prazo superior a cinco anos.

Para ficar mais claro, vamos listar alguns exemplos de metas financeiras de curto, médio e longo prazo. 

Metas financeiras: exemplos de curto prazo

Alguns exemplos de metas que podem ser definidas para um prazo de até um ano são:

  • Quitação de dívidas;
  • Corte de gastos;
  • Poupança mensal;
  • Viagem nacional;
  • Troca de celular. 

Leia mais: Como planejar uma viagem com pouco dinheiro

Metas financeiras: exemplos de médio prazo

Com um prazo maior, de até dois anos, você pode estabelecer metas mais ambiciosas, como: 

Metas financeiras: exemplos de longo prazo

Já as metas de longo prazo podem ser ainda maiores, já que o prazo para conclusão é superior a cinco anos. Alguns exemplos são:

Como definir metas financeiras?

Estabelecer objetivos financeiros não é um bicho de sete cabeças. Ainda assim, é preciso ter atenção para criar metas com inteligência.

As metas precisam ser alcançáveis e corresponder à sua realidade financeira, para que você não desista no meio do caminho. 

Para te ajudar, listamos cinco perguntas que você pode responder na hora de definir metas financeiras.

1. Qual é o seu objetivo?

Provavelmente essa resposta já está na ponta da sua língua, certo? São várias possibilidades: sair das dívidas, comprar uma casa, fazer um intercâmbio… 

Mas, neste momento, é importante que você reflita um pouco mais sobre os seus objetivos e sonhos. Por que eles são relevantes para você? Qual é a urgência?

Ao pensar melhor, você tem a chance de perceber se está destinando seus esforços da maneira correta. Tenha em mente que meta financeira não é sinônimo de desejo pessoal!

2. Quanto custa realizar esse objetivo?

Depois, é momento de fazer as contas. Quanto dinheiro você tem que juntar para alcançar o seu objetivo? 

Por exemplo, para comprar uma casa, você vai precisar de muito dinheiro. Por outro lado, para dar entrada no financiamento de um carro, bem menos.

Cada caso é um caso. Por isso, é fundamental que você calcule exatamente quanto custa a realização do seu sonho.

3. Qual é a sua realidade financeira hoje?

A próxima resposta exige que você faça um raio-x da sua vida financeira. Como está a sua situação hoje? 

Você tem controle sobre o quanto você ganha e o quanto gasta? Você está endividado ou com dificuldade para pagar as despesas mensalmente?

Não é possível criar metas financeiras e atingir objetivos sem antes ter uma organização financeira

4. É possível alcançar esse objetivo?

Sabendo sobre como está a sua situação e de quanto é necessário para alcançar o seu objetivo, você consegue responder se o seu objetivo é alcançável ou não. 

Dependendo do caso, talvez só não seja o momento certo. Por exemplo, se você estiver endividado, pode não fazer sentido planejar uma viagem para o próximo ano.

Tanto o objetivo final quanto as metas financeiras precisam ser tangíveis, ou seja, possíveis de serem alcançadas. 

5. Em quanto tempo você planeja alcançar?

Caso você tenha chegado à conclusão de que o seu objetivo pode ser atingido, é momento de pensar sobre os prazos.

Se for algum objetivo muito caro, como comprar um imóvel, você precisa ter consciência de que será uma meta de longo prazo. 

Outros planos mais simples podem ser almejados em metas de curto e médio prazo, até mesmo no próximo ano.

13 dicas de como estabelecer metas financeiras e realizá-las

Agora que você já sabe como fazer metas envolvendo dinheiro, é hora de entender como conquistá-las em 2024. Veja algumas dicas:

1. Comece o quanto antes

“Não deixe para amanhã o que você pode fazer hoje”. Provavelmente você já ouviu esse ditado, não é mesmo? Saiba que ele também vale para a organização da sua vida financeira. 

Você já tem o hábito de estabelecer metas financeiras? Ainda não? Quanto antes começar, melhor é para o seu bolso

Seguindo os passos que ensinamos até aqui sobre como definir metas, tire suas ideias da cabeça e anote os objetivos em algum papel, computador ou celular.

Detalhe ao máximo o funcionamento das suas metas, para que você consiga ter controle no futuro. 

2. Aproveite o início do ano para se organizar

Você está precisando de um empurrãozinho para começar a definir metas para a sua vida e para o seu dinheiro?

A virada do ano é o momento perfeito para isso! Aproveite o embalo do réveillon para refletir sobre o ano que passou e estabelecer metas financeiras para 2024.

Analise quais são as prioridades para o seu ano e elabore metas de curto, médio e longo prazo.

3. Faça um planejamento financeiro

De acordo com uma pesquisa da fintech Leve, 52% dos brasileiros não possuem ou não sabem montar um planejamento financeiro

Além disso, 46% dos entrevistados apontaram que não têm confiança ou conhecimento sobre como realizar metas financeiras de longo prazo.

Planejamento financeiro é uma ferramenta que permite que você tenha controle sobre o seu dinheiro, monitorando seus gastos e receitas. 

Ter uma vida financeira planejada é essencial para alcançar objetivos e metas financeiras. Não sabe como conseguir? Aqui a gente te ensina como fazer um planejamento financeiro pessoal em cinco passos

4. Quite dívidas

Quase 80% das famílias brasileiras estão endividadas, com contas em aberto, e mais de 30% estão com contas atrasadas, segundo a última Pesquisa de Endividamento e Inadimplência (Peic).

É o seu caso? Pois saiba que, antes de estabelecer qualquer outro objetivo, você deve priorizar a meta financeira de quitar dívidas.

A urgência deve ser ainda maior se os seus débitos forem relacionados ao cheque especial ou ao rotativo do cartão de crédito, que possuem alguns dos juros mais altos do mercado. 

Para te auxiliar a limpar o nome, temos um conteúdo completo sobre como quitar dívidas ganhando pouco em cinco etapas

Leia mais: Vale a pena pegar empréstimo para quitar dívidas?

5. Faça uma reserva de emergência

Outro ponto muito importante: antes de definir metas financeiras para a realização de sonhos, é crucial que você tenha uma reserva de emergência.

Em resumo, a reserva de emergência é uma economia destinada a cobrir gastos em situações inesperadas, como após a perda de um emprego ou em alguma urgência de saúde. 

De forma geral, os especialistas recomendam que você guarde um valor equivalente a pelo menos 6 meses de gastos essenciais com moradia, alimentação, transporte e etc.

A reserva de emergência é muito utilizada por quem faz investimentos, mas também vale para qualquer pessoa que queira organizar a vida financeira e ter mais segurança. 

6. Fragmente grandes metas em metas menores

Neste tópico, temos uma dica de ouro para você: fragmente as suas metas de médio e longo prazo em metas menores.

Por exemplo, se a sua ideia é juntar R$ 50 mil para dar de entrada em um financiamento daqui cinco anos, você pode estabelecer metas menores para alcançar essa marca no prazo desejado.

Tendo uma meta financeira de economizar cerca de R$ 650 por mês, você consegue somar R$ 50 mil em cinco anos, considerando que você invista as economias em algum título que renda pelo menos a taxa Selic.

É possível estabelecer metas menores ainda, como corte de gastos por mês e busca por mais renda. Ficou interessado? Vamos falar mais sobre isso nos tópicos abaixo. 

7. Corte gastos e tenha controle sobre eles

Você definiu suas metas financeiras para 2024, criou um planejamento financeiro e mesmo assim percebeu que o orçamento está curto?

É hora de identificar gastos que podem ser cortados ou reduzidos. Não pedir delivery em dias de semana, cancelar serviços de streaming que você quase não utiliza, evitar ir de carro para o trabalho todos os dias e etc.

São apenas algumas situações em que você pode tentar gastar menos. Veja também 20 dicas de como economizar dinheiro

Além de cortar gastos desnecessários, é fundamental manter o controle sobre os seus gastos mensalmente. Quer uma boa notícia? O PicPay pode ser o seu aplicativo de controle financeiro pessoal!

8. Aumente a sua renda 

Mesmo cortando despesas você não consegue cumprir as suas metas financeiras? 

Uma possibilidade é buscar maneiras de aumentar a sua renda. A primeira forma é procurar por oportunidades melhores ou tentar um aumento salarial.

Você pode buscar vagas em sites especializados, em redes sociais, como o Linkedin, e também por meio de indicações.

A segunda forma é procurar por alguma renda extra. De acordo com uma pesquisa da Acordo Certo, mais de um terço dos brasileiros realizam alguma atividade para levantar uma grana extra mensalmente.

9. Invista o dinheiro guardado

Independentemente da meta ser de curto, médio ou longo prazo, provavelmente o seu objetivo é juntar alguma quantidade de dinheiro, né?

Guardar dinheiro debaixo do colchão? Nem pensar! Você precisa encontrar opções em que o seu dinheiro rende enquanto fica guardado.

Caso você não tenha experiência com investimentos, fique tranquilo. Com o PicPay, o seu dinheiro rende 102% do CDI diretamente na carteira. 

Leia mais: Quanto rende 20 reais no PicPay ou outros valores?

Você também pode diversificar os seus investimentos dentro do próprio app, comprando criptomoedas ou emprestando dinheiro para pessoas e empresas

10. Aproveite os Cofrinhos do PicPay

Aqui nós temos outra dica valiosa: o PicPay agora conta com uma ferramenta que pode te ajudar com as suas metas financeiras.

Com os Cofrinhos, você consegue separar as suas economias em espaços diferentes, sendo que o seu dinheiro rende 102% do CDI da mesma maneira e fica aplicado em CDBs

Leia mais: CDB PicPay: como funciona a conta rendeira do app

Dessa forma, as suas economias não se misturam com a grana que você utiliza no seu dia a dia dentro do aplicativo do PicPay.

11. Acompanhe o andamento das suas metas

Para garantir que as metas sejam cumpridas, monitore o progresso de cada uma constantemente.

Inclusive, essa é uma das principais vantagens de criar metas financeiras: a chance de mensurar se elas estão sendo alcançadas ou não.

É muito importante ter disciplina tanto para colocar as metas em prática quanto para monitorar o andamento delas. Tenha foco e não desanime!

12. Revisite suas metas

Imprevistos acontecem, ou simplesmente as coisas podem não ocorrer conforme o esperado, na prática. 

Se você perceber algum desalinhamento e notar que alguma meta está muito distante de ser cumprida, é possível fazer alterações. 

Seja aumentar o prazo para cumprimento ou até mesmo diminuir o valor desejado. 

O mesmo vale para casos em que o andamento está acima do esperado. Nessas situações, você pode traçar novas metas mais ambiciosas. 

13. Aprenda mais sobre finanças pessoais

Com organização, planejamento, metas e persistência você consegue assumir as rédeas da sua vida financeira. 

Quanto mais você aprende sobre finanças, mais fácil se torna gerenciar o seu próprio dinheiro. 

Caso você tenha gostado deste material sobre metas financeiras e queira entender mais sobre os assuntos que impactam o seu bolso, acesse nossa editoria de planejamento financeiro e fique por dentro dos conteúdos!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 13

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados