O que é Selic e como lidar com a alta da taxa de juros

Saiba o que é Selic, como a taxa de juros é calculada, como a Selic controla a inflação e confira dicas para cuidar do dinheiro com o juro subindo

11 de abril de 2022 Atualizado em 10 de agosto de 2022

Existem muitas variáveis que afetam as nossas finanças pessoais sem que a gente se dê conta. Uma delas é a taxa Selic. Mas o que é Selic, afinal? É a taxa básica de juros da economia brasileira.

A Selic é um dos fatores que afetam a sua vida financeira e que você talvez não perceba no dia a dia. Mas entender como ela funciona pode ajudar a administrar melhor o seu dinheiro.

Afinal, o que é taxa Selic e como funciona? Por que algo que não notamos no nosso dia a dia interfere no bolso? E como lidar com isso? É o que você vai entender a partir de agora.

O que é Selic?

A taxa Selic é a taxa de juros básica da economia. Isso significa que ela influencia todas as demais taxas de juros praticadas no Brasil. 

Ou seja, a taxa Selic pode impactar quanto de juros você paga na hora de fazer um empréstimo pessoal, financiamento de um imóvel ou carro ou até nos seus investimentos.

Leia mais: Como investir dinheiro com segurança?

Uma dúvida comum para muita gente é o que significa a sigla Selic. O que quer dizer Selic, afinal? O nome “Selic” se refere à sigla para Sistema Especial de Liquidação e de Custódia. Esse sistema é uma infraestrutura do mercado financeiro administrada pelo Banco Central. 

E para que serve a Selic? Segundo o próprio Banco Central, essa taxa é sua principal ferramenta para controlar a inflação.

Mas o que significa taxa de juros? Na definição do BC, os juros são equivalentes ao aluguel do dinheiro. Eles definem quanto o dinheiro vale ao longo do tempo.

Por exemplo: se você pegou um dinheiro emprestado, o valor da taxa de juros que vai pagar até quitar sua dívida é como se fosse o alguém que você pagou por ter ficado com aquela quantia durante um período.

Como funciona a Selic?

A taxa média ajustada dos financiamentos diários apurados no Sistema Especial de Liquidação e de Custódia é que corresponde à taxa Selic.​

Isso quer dizer que o valor da taxa Selic equivale à taxa de juros utilizada nas operações de empréstimos de um dia entre as instituições financeiras que utilizam títulos públicos federais como garantia.

Neste conteúdo sobre o que é CDI, você pode entender melhor sobre os empréstimos entre as instituições financeiras, como acontecem e por que são realizados.

O que é Selic Over?

Quem pesquisa sobre esse assunto pode ficar confuso sobre a diferença entre  Selic Meta e Selic Over.

A taxa Selic Over, que é a taxa de juros praticada por essas instituições quando realizam esses empréstimos, nasce dessas operações que falamos acima. Como garantia, elas utilizam títulos públicos adquiridos no Banco Central.

É importante esclarecer que a taxa Selic Over, que também pode ser chamada de Selic efetiva, é diferente da Selic Meta, que é a que estamos tratando neste conteúdo. 

O que é Selic Meta?

O que é Selic Meta, então? A Selic Meta é a taxa básica de juros da economia. Quem define a meta da taxa selic é o Comitê de Política Monetária (Copom), e ela é usada como referência.

Mas o que empréstimos entre bancos têm a ver com a taxa Selic? O Banco Central faz operações no mercado de títulos públicos para que a taxa Selic efetiva esteja em linha com a meta da Selic definida na reunião do Copom.

E por que os títulos são utilizados? O governo precisa de dinheiro para investir e pagar dívidas. Existem diversas formas de arrecadação para conseguir esse montante, como os impostos. Outra maneira é emprestando dinheiro por meio de títulos.

Os títulos do Tesouro são vendidos pelo mesmo sistema que dá nome à Selic — o Sistema Especial de Liquidação e Custódia. Por meio desses papéis, que são certificados de dívida emitidos pelo governo, a administração se compromete a pagar o valor do título, depois de um determinado período, acrescido de juros.

Leia mais: Como saber se uma instituição financeira é confiável?

Em muitos casos, os títulos do Tesouro são adquiridos por instituições financeiras, como bancos, por exemplo. Isso está relacionado a uma regra que estabelece que toda instituição é obrigada a depositar uma parcela dos depósitos recebidos no dia em uma conta no Banco Central.

As instituições financeiras precisam fechar todos os dias com caixa positivo, o que nem sempre acontece naturalmente, porque elas fazem milhares de operações. Então, elas emprestam dinheiro entre si no curtíssimo prazo (para pagar no dia seguinte).

Abaixo, entenda melhor como o valor da taxa Selic é definido.

Como a Selic é calculada?

Como você viu acima, o Banco Central opera no mercado de títulos públicos para que a taxa Selic efetiva esteja em linha com a meta da Selic definida na reunião do Copom. 

Isso quer dizer que, na prática, quem define a meta da taxa Selic é o próprio Copom, com base nas análises feitas sobre o cenário da economia brasileira.

Mas, afinal, o que é Copom? Vamos entender melhor.

O que é Copom?

O Copom é o Comitê de Política Monetária do Banco Central do Brasil. Na prática, o Copom é quem controla a taxa Selic e também quem define a taxa Selic.

O Comitê de Política Monetária foi instituído em 20 de junho de 1996, com o objetivo de estabelecer as diretrizes da política monetária e de definir a taxa de juros.

Ele é formado por presidentes e diretores do Banco Central do Brasil, além de outros agentes de departamentos ligados à economia, direta ou indiretamente.

O Banco Central define taxa Selic a cada 45 dias, quando o Copom se reúne para definir o que vai acontecer com os juros: se eles vão aumentar, ficar estáveis ou diminuir. O encontro se estende por dois dias.

No primeiro, é apresentada uma análise técnica da conjuntura da economia, que inclui fatores como inflação, nível da atividade econômica, finanças públicas, economia internacional e mercado de câmbio.

No segundo dia, é feita uma apresentação técnica com a avaliação prospectiva da inflação, ou seja, o que é esperado para os próximos meses. Em seguida, os membros do Copom votam e a maioria define o rumo da Selic.

A decisão do Copom é divulgada a partir das 18h, ao final do segundo dia de reuniões.

Para que serve a taxa de juros?

Você sabe que, se precisar de um empréstimo ou financiamento, vai ter que arcar com uma taxa de juros ao pagar por ele, certo? Se você investe seu dinheiro em alguma aplicação financeira, também espera um retorno sobre o investimento, em juros.

As taxas de juros afetam nosso dia a dia a todo momento. Uma coisa que você talvez não saiba é que a Selic também é fundamental para controlar a inflação.

A inflação é o nome dado ao aumento generalizado no valor de produtos e serviços, e está em alta no Brasil. E a Selic entra porque é um dos elementos centrais para que o Banco Central controle a inflação no Brasil (e o mesmo acontece com outros bancos centrais pelo mundo).

Como a Selic controla a inflação?

O Banco Central busca controlar a inflação por meio da política monetária. Se a inflação sobe, o BC costuma optar pelo aumento da taxa Selic para mantê-la sob controle. Se a inflação cai, a tendência é que a taxa de juros também diminua.

Isso acontece porque a Selic é uma forma de controlar o volume de dinheiro disponível na economia. Quanto mais recursos estiverem disponíveis, mais as pessoas são incentivadas a consumir. Isso aumenta a demanda da população por produtos e serviços, e eleva os preços.

O mesmo acontece na direção contrária. Se há menos recursos, as pessoas tendem a consumir menos, e os preços se reduzem, porque há menor demanda.

Como você viu acima, o aumento da taxa Selic tende a influenciar todas as demais taxas do mercado, ou seja, os juros tendem a subir. Assim, se torna mais caro tomar um empréstimo, tanto para as pessoas, quanto para as empresas e até o governo. Isso desestimula as pessoas de consumirem e auxilia no controle dos preços.

Entenda alguns possíveis efeitos esperados de acordo com o movimento da taxa de juros, como o que faz a taxa Selic subir ou cair.

Aumento da taxa SelicQueda da taxa Selic
Taxas de juros reais tendem a subir, o que pode tornar empréstimos e financiamentos mais carosTaxas de juros reais tendem a cair, o que pode tornar empréstimos e financiamentos mais baratos
Tendência de diminuição do consumo das famílias e de investimentos das empresasTendência de aumento do consumo das famílias e de investimentos das empresas
Tendência de aumento da demanda por bens e serviços da economiaTendência de diminuição da demanda por bens e serviços da economia
Expectativas sobre a economia do país no futuro são comedidasExpectativas sobre a economia do país no futuro são de recuperação e crescimento
Inflação tende a cair ou se estabilizarInflação tende a subir
Real tende a se valorizar contra o dólarReal tende a se desvalorizar contra o dólar

O que o Banco Central faz é subir, manter ou diminuir a Selic de acordo com o momento econômico. Se a economia está muito aquecida e os preços começam a subir além do desejado, o Copom costuma elevar a Selic. 

Por que a taxa Selic está subindo?

Agora você sabe o que é taxa Selic e como ela impacta a economia. Mas, afinal, quanto está a Selic hoje? Em agosto de 2022, a Selic foi elevada para 13,75% ao ano pelo Copom, e é neste nível que está agora.

Até chegar no nível atual da taxa Selic 2022, ela foi elevada 12 vezes desde janeiro de 2021, quando a Selic estava em 2% ao ano. 

Foram altas consecutivas, ou seja, todas as reuniões do Copom terminaram com a decisão de subir o juro básico.

Com isso, o juro Selic hoje está no maior patamar desde 2016, quando a taxa estava em 14% ao ano.

Se houver um novo aumento em setembro, que é uma possibilidade na visão de analistas, a taxa chegaria ou ficaria bem próxima do seu último pico, de 14,25%, que durou de julho de 2015 a outubro de 2016. 

O cenário atual, com a forte alta da Selic, já é considerado o maior choque de juros desde 1999, quando foi adotado o regime de metas de inflação. Naquela época, a taxa de juros subiu de 25% para 45% ao ano.

Confira o histórico da taxa Selic desde o início da pandemia:

MêsTaxa Selic
Janeiro 20212,00%
Março 20212,75%
Maio 20213,50%
Junho 20214,25%
Agosto 20215,25%
Setembro 20216,25%
Outubro 20217,75%
Dezembro 20219,25%
Fevereiro 202210,75%
Março 202211,75%
Maio 202212,75%
Junho 202213,25%
Agosto 202213,75%
Fonte: Banco Central

A taxa Selic tende a subir quando a inflação está em alta. Dessa forma, essas elevações recentes da taxa de juros têm o objetivo de controlar a inflação no Brasil.

Até julho de 2022, no acumulado dos 12 meses anteriores, a inflação chegou a  10,07%. Em julho, ocorreu um recuo na inflação de 0,68%, que é chamado de deflação.

Isso quer dizer então que Selic alta é bom? Depende. Pode ser um cenário positivo para quem busca como ganhar dinheiro com a alta da Selic, porque os investimentos de renda fixa tendem a render mais.

Por outro lado, o avanço dos juros também significam que a inflação está subindo, e isso diminui o poder de compra das pessoas.

E taxa Selic alta, o que significa para além da inflação? Ela também pode significar um cenário de menor crescimento econômico, o que muitas vezes tem impacto na nossa vida, como em menos aberturas de vagas no mercado de trabalho, por exemplo.

A alta da inflação no Brasil está relacionada a diversos fatores, entre eles:

  • Alta do dólar;
  • Crise hídrica;
  • Incertezas pela guerra entre Ucrânia e Rússia;
  • Política fiscal, ou seja, os gastos do governo;
  • Aumento no preço dos combustíveis.

Leia mais: Por que a gasolina está tão cara? Saiba quais são os motivos

Em agosto de 2022, a projeção é de que a Selic suba até 14% em setembro, quando vai haver uma nova reunião do Copom, e se mantenha estável até o final do ano. 

No entanto, são diversos os fatores que influenciam a inflação e, portanto, pesam na decisão sobre o aumento da taxa Selic. Todos eles são observados pelo Copom e podem alterar a decisão sobre a taxa de juros.

Por que o Banco Central precisa controlar a inflação?

Se você nasceu no início dos anos 1990, talvez não se lembre, mas entre a década de 1980 e o início de 1990 o Brasil passou por um período de hiperinflação. Naquela época, a inflação chegava a superar os 80% ao mês.

Na prática, isso significa que um produto poderia aumentar de preço em 80% de um mês para o outro. Ou seja, o valor quase dobrava. 

As pessoas recebiam o salário no início do mês e precisavam correr ao supermercado, porque os preços aumentavam com muita frequência.

Leia mais: Salário mínimo 2022: como fazer o dinheiro render?

Esse é um dos motivos para que o Banco Central busque o controle da inflação: garantir que as pessoas tenham previsibilidade sobre o seu dinheiro e o quanto ele pode comprar.

Para isso, no final da década de 1990 foi criado o regime de metas para a inflação. A partir dele, o Banco Central se compromete a atuar para garantir que a inflação efetiva esteja em linha com uma meta preestabelecida.

E é aí que entra a Selic, uma ferramenta que o BC usa para controlar a inflação. Para 2020, a meta de inflação é 4%. Em 2021, é 3,75%. Essas metas são anunciadas pela instituição e podem ser acessadas no site do Banco Central.

Como administrar as finanças com o aumento da Selic

Entender o que é Selic e o que é inflação é fundamental para saber como elas impactam o seu bolso. Mas como colocar esse conhecimento em prática? Confira as principais dicas para lidar com o dinheiro em tempos de juros altos.

Economize dinheiro

Não só a Selic está subindo, mas a inflação também está em alta. Ou seja: está tudo mais caro. Confira 15 dicas para economizar dinheiro sem sofrimento, com ações simples do dia a dia.

Outra atitude que pode ajudar neste momento é aprender como juntar dinheiro para evitar passar apertos. Com ações simples, você pode fazer renda extra e criar uma reserva financeira para imprevistos.

Planeje-se com antecedência

Com os juros mais altos, é ainda mais importante ter um planejamento financeiro pessoal. Com ele, você sabe exatamente onde seu dinheiro vai todo mês e pode se planejar para gastos importantes.

Em tempos tão imprevisíveis, isso evita que você se enrole e acabe pagando mais caro por algo porque não se planejou.

Compare várias opções

Se você precisa de um empréstimo neste momento, por exemplo, vale a pena procurar pelas melhores opções de taxas.

No marketplace financeiro do PicPay, onde você encontra produtos de diversas instituições, entre eles empréstimo pessoal, você pode comparar taxas e escolher a melhor opção para o seu momento.

Pague as contas em dia

Todo mundo sabe que pagar as contas em dia é importante, mas isso se torna ainda mais fundamental em épocas de Selic alta. Porque, se houver atrasos, os juros cobrados podem ser maiores.

Para isso, vale a pena também levar em conta a dica acima, sobre o planejamento financeiro, ok?

Aproveite benefícios para não perder dinheiro

Sempre é bom ganhar benefícios em algo que já faríamos de qualquer jeito, como pagar contas. O app PicPay permite que você ganhe cashback, ou seja, parte do dinheiro de volta, de várias formas ao usar o app. Confira 5 formas de ganhar cashback no PicPay.

Outra maneira de valorizar seu dinheiro em tempos de inflação e juros altos é não deixá-lo parado na conta. A conta digital do app PicPay, por exemplo, oferece rendimento maior do que a poupança sem que você precise fazer nada.

E, mais do que nunca, fique atento a promoções que tragam boas oportunidades para comprar o que for preciso. Assim, você consegue descontos e evita ficar no aperto.

Invista seu dinheiro

Em geral, quando a Selic sobe, os investimentos em renda fixa, como os atrelados à própria Selic, ao Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA, que mede a inflação no país) e ao CDI, como você viu acima, se beneficiam.

Conheça as principais dicas para investir dinheiro com segurança e aproveitar o aumento da Selic para fazer sua grana render.

Para quem tem dinheiro e busca retornos maiores, existe a opção de emprestar um montante a pessoas que procuram crédito por meio do Clube de Empréstimos do PicPay.

E aí, as dicas foram úteis? Quer conhecer mais conteúdos de educação financeira para cuidar melhor do seu dinheiro? Conheça a nossa editoria de Planejamento Financeiro.

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 16

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados