Otimize rendimentos com CDI: veja impactos no seu investimento

Veja como fazer o seus investimentos em CDI renderem ainda mais

05 de março de 2024

Para quem está se aventurando no mundo dos investimentos, entender o rendimento do CDI é um passo importante para otimizar os ganhos.

Compreender como essa taxa funciona e como ela interage com outros elementos do mercado financeiro pode ser a chave para tomar decisões de investimento mais assertivas.

Neste post, será explorado a fundo o rendimento do CDI, destacando sua importância, suas características e como aproveitar ao máximo as oportunidades de investimento que ele oferece.

O que é CDI?

No universo dos investimentos, CDI representa o Certificado de Depósito Interbancário. Trata-se de um título que os bancos emitem quando precisam emprestar dinheiro uns aos outros em transações de prazo muito curto. 

O CDI atua como um padrão para vários investimentos no mercado financeiro, sendo um elemento crucial na definição da rentabilidade de aplicações como CDBs, fundos DI e alguns títulos públicos.

Leia mais: O que é CDI e como fazer o dinheiro render no PicPay?

Entendendo o que é CDI e sua importância nos investimentos

O CDI é uma taxa que segue de perto a Selic, a taxa básica de juros da economia brasileira.

Quando o Banco Central faz ajustes na taxa Selic, o CDI tende a acompanhar essas mudanças. Isso indica que o CDI reflete as condições do mercado financeiro e da economia em geral.

Compreender a dinâmica do CDI é vital para os investidores, pois influencia diretamente a rentabilidade dos seus investimentos.

Além disso, o CDI é frequentemente usado como referência para avaliar o desempenho de várias aplicações financeiras. 

É comum encontrar investimentos que rendem um percentual do CDI, e muitos produtos de renda fixa têm sua rentabilidade vinculada a essa taxa.

Leia mais: Renda fixa e renda variável: entenda as diferenças

Portanto, monitorar a variação do CDI é essencial para tomar decisões financeiras informadas e otimizar os ganhos.

Cubos de madeira mostrando a sigla da taxa selic

A relação entre a taxa Selic e o CDI: como isso afeta seus investimentos

A Taxa Selic e o CDI são dois termos que se ouve bastante quando o assunto é investimento. Quando o banco central altera a taxa Selic o CDI vai logo atrás.

Ao entender como a taxa Selic é utilizada pelo BACEN, fica mais fácil entender o rendimento de produtos financeiros como CRA,CRI, LCA, LCI e outros.

O que é a taxa Selic?

A taxa Selic é uma ferramenta utilizada pelo Banco Central para controlar a inflação e estimular ou desestimular a economia do país

Quando há um aumento na taxa Selic, o objetivo é controlar a demanda por crédito. Isso é feito aumentando a rentabilidade da compra de produtos vinculados ao CDI, o que pode ajudar a reduzir a inflação.

Por outro lado, quando a taxa Selic é diminuída, o Banco Central procura reduzir a rentabilidade dos investimentos. Isso tende a incentivar o aumento do consumo em geral.

Como a taxa Selic influencia o CDI?

A taxa Selic é uma ferramenta poderosa nas mãos do Banco Central para controlar a inflação. Quando a inflação está alta, o Banco Central pode aumentar a taxa Selic, o que torna mais rentável investir em investimento atrelados à Selic como o CDI.

Aumento da Taxa Selic

A alta da taxa Selic é uma das  ferramentas do Banco Central para desestimular o consumo e, consequentemente, ajudar a controlar o aumento de preços.

No entanto, um aumento na taxa Selic também pode levar a uma diminuição na rentabilidade de outros investimentos.

Isso ocorre porque os investimentos atrelados à taxa Selic, como o CDI, tendem a se tornar mais atrativos, podendo desviar recursos de outros investimentos com menor rentabilidade.

Queda da taxa Selic

Por outro lado, quando a taxa Selic é reduzida em um cenário de baixa inflação, o crédito se torna mais barato, o que deixa investimentos atrelados à Selic como o CDI, menos atrativos aos investidores.

Além disso, a queda da taxa Selic pode afetar o valor do dinheiro ao longo do tempo. Com juros mais baixos, o dinheiro hoje vale mais do que o mesmo dinheiro no futuro. Isso pode influenciar as decisões de poupança e investimento.

Portanto, as variações na taxa Selic, seja para cima ou para baixo, têm implicações significativas tanto na inflação quanto na rentabilidade dos investimentos

Entender essas dinâmicas é fundamental para quem busca tomar decisões de investimento bem informadas. 

Investimentos atrelados ao CDI: quais são as opções disponíveis?

Existem diversas opções de investimentos atrelados ao CDI disponíveis no mercado financeiro. Esses investimentos oferecem diferentes níveis de risco e rentabilidade, atendendo a perfis de investidores variados. 

Alguns dos principais investimentos atrelados ao CDI incluem:

InvestimentoDescrição
CDB (Certificado de Depósito Bancário)Título emitido pelos bancos para captar recursos. Geralmente possui prazo de vencimento e rentabilidade definidos no momento da aplicação.
LCI (Letra de Crédito Imobiliário)Título de crédito emitido por bancos para financiar o setor imobiliário. É isento de Imposto de Renda para pessoas físicas.
LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)Título de crédito emitido por bancos para financiar o setor agrícola. Também é isento de Imposto de Renda para pessoas físicas.
Fundos DIFundos de investimento que aplicam a maior parte do patrimônio em títulos públicos ou privados de baixo risco. Indicado para quem busca segurança e liquidez.
DebênturesTítulos de dívida emitidos por empresas. O investidor empresta dinheiro à empresa e recebe juros por isso.
COE (Certificado de Operações Estruturadas)Produto financeiro que combina elementos de renda fixa e variável. Permite ao investidor participar de mercados como câmbio e ações sem precisar comprar diretamente esses ativos.
CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio) e CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)Títulos de crédito lastreados por recebíveis originados de negócios nos setores do agronegócio e imobiliário, respectivamente.
LC (Letra de Câmbio)Título de crédito emitido por financeiras para captar recursos. Funciona de forma similar ao CDB, mas é emitido por financeiras ao invés de bancos.

Vantagens e desvantagens do CDI

Cada tipo de investimento atrelado ao CDI possui suas próprias vantagens e desvantagens. Os CDBs, por exemplo, oferecem boa liquidez e segurança, mas podem ter rentabilidade menor em comparação com outros ativos. 

Leia mais: CDB PicPay: Confira as opções disponíveis no app

Já os fundos DI podem oferecer maior diversificação e rentabilidade potencialmente mais alta, mas também estão sujeitos a taxas de administração e performance.

Para simplificar abaixo estão os principais produtos atrelados ao CDI com algumas das suas vantagens e desvantagens frente às outras opções no mercado:

InvestimentoVantagensDesvantagens
CDB (Certificado de Depósito Bancário)Segurança, pois é garantido pelo FGC até R$250 mil; Diversidade de opções de prazos e rentabilidade.Rentabilidade pode ser menor que outras opções de investimento; Liquidez pode variar conforme o título.
LCI (Letra de Crédito Imobiliário)Isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas; Garantia do FGC até R$250 mil.Geralmente requer um valor mínimo de investimento mais alto; Pode ter liquidez reduzida.
LCA (Letra de Crédito do Agronegócio)Isenção de Imposto de Renda para pessoas físicas; Garantia do FGC até R$250 mil.Valor mínimo de investimento geralmente é alto; Liquidez pode ser limitada.
Fundos DIAlta liquidez; Baixo risco; Acessível para pequenos investidores.Rentabilidade pode ser baixa; Incidência de IR e IOF; Taxa de administração.
DebênturesPossibilidade de alta rentabilidade; Diversidade de prazos e emissores.Risco de crédito do emissor; Liquidez geralmente é baixa.
COE (Certificado de Operações Estruturadas)Possibilidade de diversificar os investimentos; Proteção do capital investido (em alguns casos).Complexidade do produto; Rentabilidade incerta; Pode não ter liquidez diária.
CRA (Certificado de Recebíveis do Agronegócio) e CRI (Certificado de Recebíveis Imobiliários)Isenção de IR para pessoas físicas; Possibilidade de alta rentabilidade.Risco de crédito do emissor; Liquidez geralmente é baixa.
LC (Letra de Câmbio)Costuma oferecer rentabilidades atrativas; Garantia do FGC até R$250 mil.Liquidez pode ser limitada; Risco de crédito da financeira emissora.

Investimentos atrelados ao CDI: Prefixado e Pós-fixado

Os investimentos atrelados ao CDI possuem duas modalidades principais: prefixado e pós-fixado.

 Ambas as opções têm suas vantagens e desvantagens para investir, e é importante entender bem cada uma antes de decidir onde colocar o seu dinheiro. 

O que é rendimento do CDI pós-fixado?

Os investimentos pós-fixados são aqueles cuja rentabilidade é determinada após a aplicação do dinheiro. No caso do CDI pós-fixado, a rentabilidade está diretamente ligada à variação do CDI ao longo do período de investimento.

O que significa um investimento pós-fixado?

Um investimento pós-fixado é aquele em que o rendimento é calculado com base na variação do CDI ao longo do tempo, sendo determinada apenas no vencimento do investimento. 

No caso do CDI pós-fixado, a rentabilidade será equivalente a um percentual do CDI acumulado durante o período de investimento.

O que é rendimento do CDI pré-fixado?

O rendimento do CDI pré-fixado é um tipo de retorno de investimento onde a taxa de juros é acordada no momento da aplicação

Isso significa que, independentemente das flutuações futuras do CDI, o investidor já sabe desde o início qual será a rentabilidade ao final do prazo do investimento.

O que significa um investimento pré-fixado?

Um investimento pré-fixado é aquele em que a taxa de retorno é determinada no momento da aplicação

Isso significa que o investidor tem a segurança de saber exatamente quanto seu dinheiro irá render ao final do período de investimento, independente das variações do mercado financeiro durante esse tempo.

 É uma opção de investimento que oferece previsibilidade, mas pode não ser a mais rentável se as taxas de juros subirem durante o período do investimento.

Como o CDI determina a rentabilidade desses investimentos?

A rentabilidade dos investimentos pós-fixados atrelados ao CDI é calculada com base na variação dessa taxa ao longo do período de aplicação. 

Quanto maior for a variação do CDI, maior será a rentabilidade do investimento. Portanto, acompanhar de perto a variação do CDI é fundamental para os investidores que possuem aplicações pós-fixadas.

Já a rentabilidade dos investimentos pré-fixados atrelados ao CDI é determinada no momento da aplicação, baseando-se na taxa do CDI prevista para o período do investimento.

Independentemente de como o CDI variou durante o período de aplicação, a rentabilidade do investimento pré-fixado permanecerá a mesma. Portanto, entender as projeções futuras do CDI é crucial para os investidores que optam por aplicações pré-fixadas.

Passo a passo para calcular o rendimento de um investimento com base no CDI

Compreender como calcular o rendimento de um investimento atrelado ao CDI é fundamental para quem deseja investir nessa modalidade.

O cálculo é relativamente simples e envolve a multiplicação do valor investido pela taxa de juros acordada, que é sempre expressa em relação ao CDI.

Por exemplo, se a taxa acordada for de 102% do CDI e o valor investido for R$ 10.000,00, basta multiplicar 1,02 (que representa os 102%) pelo valor diário do CDI e, em seguida, multiplicar o resultado pelo valor investido. 

É importante lembrar que a taxa de juros pode variar ao longo do tempo, por isso é preciso ficar atento às mudanças e ajustar o cálculo de acordo com as novas taxas

Imposto de renda do CDI

Os rendimentos obtidos em investimentos atrelados ao CDI estão sujeitos à incidência de impostos, como o Imposto de Renda.

A alíquota do imposto varia de acordo com o prazo do investimento, sendo mais alta para aplicações de curto prazo e mais baixa para investimentos de longo prazo.

Tempo de investimento do CDIAlíquota do Imposto de Renda
Até 180 dias22,5%
De 181 a 360 dias20%
De 361 a 720 dias17,5%
Acima de 720 dias15%

Leia mais: IR 2024: Como declarar investimentos no Imposto de Renda

Fórmula para calcular o rendimento do CDI 

Para calcular o rendimento de um investimento atrelado ao CDI, existem algumas fórmulas que podem ajudar. Primeiro é preciso calcular o valor final do investimento:

Investimento final = investimento inicial  x (CDI do investimento + 1)n

n= período do investimento

ex: Investimento final = 1000 x (10,21% + 1)= 1.102,10

Para alcançar o rendimento bruto do investimento pode seguir para essa fórmula:

Rendimento bruto = investimento final – investimento inicial

ex: Rendimento bruto = 1.102,10 – 1000 = 102,10

Para entender o rendimento líquido do investimento é necessário saber exatamente o quanto será o total pago em imposto sobre os ganhos. Vale lembrar que a taxa do imposto de renda varia de acordo com o período do investimento do CDI como foi falado anteriormente.

Segue a fórmula para calcular o imposto de renda do investimento:

Imposto De renda do investimento= rendimento bruto taxa do imposto de renda

ex:  Imposto De renda do investimento = 102,10 x 17,5% = 17,87

Para chegar no valor líquido do rendimento pode usar a seguinte fórmula:

Rendimento líquido= Investimento final – Imposto de renda do investimento

ex: Rendimento líquido = 1.102,10 –  17,87 = 1084,23

Essas são fórmulas para calcular diferentes visões essenciais para entender o ganho real de um investimento com rendimento no CDI e em muitos outros produtos financeiros.

Conheça os produtos com rendimento em CDI do PicPay

O PicPay oferece uma variedade de investimentos com rendimento atrelado ao CDI, proporcionando uma forma simples e segura de fazer o seu dinheiro render mais. 

Conheça as opções de produtos financeiros disponíveis através do PicPay como: CDI, LCI, LCA e o nosso CDB de longo prazo, que se destaca por sua rentabilidade atrativa e perfeito para quem  busca uma aplicação com retorno significativo a longo prazo, sem abrir mão da segurança do seu dinheiro.

Além disso, através do Cofrinho, o PicPay oferece um rendimento de 102% do CDI todos os dias úteis do mês, com liquidez diária e isenção do IOF para resgates depois de 30 dias do depósito.

Agora que você já sabe como calcular os rendimentos em CDI, aproveite para conferir todos os nossos  produtos no PicPay Invest

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 2

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados