O que é score de CPF ou crédito?

Entenda o que é score, sua importância na hora de conseguir crédito e veja as melhores dicas para aumentar a sua pontuação

25 de agosto de 2022

Você já pediu um aumento no limite do cartão de crédito e foi negado? O responsável por situações como essa, ou quando você busca um empréstimo e não consegue, pode ser o seu score de crédito. Afinal, o que é score?

Na verdade, o score é um reflexo de quem você é como pagador, na hora de arcar com as suas contas em aberto. 

Além do pagamento de contas, você já ter entrado no cheque especial ou renegociado dívidas são fatores que também entram no cálculo.

Se você quer entender o que é score, como é calculado e qual é a influência dele na sua vida financeira, está no lugar certo! Também vamos dar dicas para aumentar o seu score. Vem com a gente!

O que é score de CPF ou crédito?

O score é uma pontuação que cada pessoa recebe pela forma como lida com o crédito, especialmente no pagamento das suas contas e dívidas.

Essa pontuação é, em geral, atribuída por empresas que registram o histórico de pagamentos dos consumidores.

Muitas dessas empresas também são conhecidas como birôs de crédito. Você já deve ter ouvido falar nelas: são instituições como Serasa, SPC e Boa Vista. 

A expressão “score de crédito” já é bem antiga. Ela surgiu nos anos 1941, nos Estados Unidos, a partir do estudo “Elementos de risco no financiamento ao consumidor (Risk Elements in Consumer Installment Financing, no nome original)”, do pesquisador David Durand.

Durand foi o primeiro pesquisador Departamento Nacional de Pesquisa Econômica norte-americano a propor uma maneira de atribuir peso a diversas variáveis do comportamento do consumidor.

Quando explicamos por aqui como consultar CPF para saber se você tem dívidas em aberto, contamos que o score funciona como uma pontuação. No caso do Serasa Score, ela vai de 0 a 1.000.

A lógica é bem simples: quanto maior a pontuação, é menor a chance de que ele fique inadimplente, ou seja, deixe as contas sem o pagamento.

O score é importante porque é consultado por instituições, como bancos e financeiras, para decidir se devem conceder empréstimos pessoais ou cartões de crédito a uma determinada pessoa.

Se a sua pontuação é alta, provavelmente a chance de você pagar tudo em dia também é grande. Com isso, o risco da instituição que vai te emprestar algum dinheiro — de não recuperar o valor — é menor.

Na teoria, isso não só aumenta a facilidade com que você consegue crédito, mas também pode oferecer juros mais baixos. O contrário também é verdadeiro!

Como o score de crédito é calculado?

Mas, então, como os birôs de crédito calculam a sua pontuação? Elas consideram vários fatores, como:

  • Pagamento das contas em dia;
  • Histórico de dívidas negativadas;
  • Uso do cheque especial;
  • Renegociação de dívidas;
  • Relacionamento com instituições financeiras;
  • Dados cadastrais atualizados.

A partir desses dados, as instituições que atuam no serviço de proteção ao crédito — os mesmos birôs de que falamos ali em cima — utilizam modelos estatísticos e técnicas para determinar quais as chances do consumidor se tornar inadimplente. 

Ou seja, o seu score de crédito considera o seu histórico, comportamento e o compara com perfis similares ao seu, de regiões demográficas parecidas, para entender a chance de você pagar em dia.

Como consultar score do CPF?

Você pode consultar seu score do CPF diretamente no site ou aplicativo das empresas que oferecem esse serviço. Confira os principais:

Principais dúvidas sobre score

Depois de entender melhor o que é score, podem surgir muitas dúvidas sobre esse assunto. Vamos esclarecer os principais pontos sobre o tema, olha só!

O que é um score alto?

Como você viu acima, em geral o score vai de 0 a 1.000 pontos, mas é difícil saber quanto é um score de crédito bom ou alto, certo? 

Então, quantos pontos de score para ter crédito aprovado? Existem alguns níveis de referência, segundo o Serasa:

  • Até 300 pontos: há alto risco de inadimplência;
  • Entre 300 e 700 pontos: médio risco de inadimplência;
  • Acima de 700 pontos: baixo risco de inadimplência.

Ah, mas vale um lembrete bem importante: cada empresa tem o poder de decidir de acordo com os seus próprios critérios, beleza? 

Ter o score em um determinado nível não é garantia de que a sua solicitação de crédito será aprovada, mas aumenta suas chances.

Posso ter crédito negado por um baixo score?

Sim, pode. De acordo com o Banco Central, uma nota baixa pode fazer com que as instituições recusem o seu pedido de crédito.

“Outra consequência pode ser a exigência de maiores garantias vinculadas à operação, ou o oferecimento de taxas de juros mais altas ou condições menos vantajosas de pagamento”, explica o Banco Central na sua página sobre o cadastro positivo — vamos falar dele daqui a pouco!

Vale lembrar que o score é um dos fatores que indica, para um banco ou outra instituição financeira, qual é o risco de emprestar dinheiro para você. 

Se o risco for muito alto, pode ser que a instituição recuse o crédito. Nesse caso, você não precisa se desesperar. Existem linhas de crédito para negativados que podem ser uma alternativa, como a antecipação do saque-aniversário do FGTS.

Além disso, o score é muito importante para a sua vida financeira, então concentre-se em aumentá-lo para ter mais facilidade no futuro. Já, já vamos dar dicas para isso!

O que é o cadastro positivo?

O cadastro positivo é uma espécie de “currículo financeiro” que é analisado para calcular o seu score. 

A nota de cadastro positivo e as informações do seu histórico de crédito são uma parte da análise sobre a sua situação financeira. Dessa forma, o custo do crédito, ou os juros, podem ser mais bem definidos.

Segundo o BC, o cadastro positivo surgiu com o objetivo de democratizar o acesso às informações sobre crédito, beneficiando os cidadãos e as empresas. Ele oferece mais segurança a quem concede créditos. 

Até a criação do cadastro positivo, existia apenas o cadastro negativo, que reunia as informações das pessoas e empresas inadimplentes.

O cadastro positivo tem a função de inverter essa realidade, informando também quem paga as contas em dia e cumpre com os seus compromissos financeiros.

Agora, talvez você esteja se questionando: “como faço para fazer o cadastro positivo?” A inclusão é automática para todas as pessoas físicas e jurídicas que tenham relação com o mercado de crédito.

O score pode mudar em cada instituição?

Sim, isso pode acontecer. O motivo é simples: cada birô de crédito tem uma metodologia, critérios próprios e um banco de dados para chegar ao seu score.

Que tipo de empresas consultam o score de CPF ou crédito?

Já falamos sobre bancos e instituições financeiras utilizarem o score na hora de decidir se vão conceder ou não crédito a alguém. Mas outros tipos de empresas também fazem a consulta.

Entre as empresas, estão empresas de telefonia ou televisão a cabo, redes de lojas, financeiras, comércio e outros prestadores de serviços.

Em outras palavras, são instituições que concedem algum tipo de crédito aos seus clientes. Pode ser um cartão ou empréstimo, ou até um crediário de loja.

Minha empresa faliu. O score vai ser afetado?

Em geral, sim. Os scores, em geral, consideram também as suas informações de participação em empresas. 

A explicação para isso é que, muitas vezes, um sócio que vê sua empresa em dificuldades financeiras pode se endividar para tentar salvá-la. Com isso, o risco do crédito que ele recebe sobe.

Quanto tempo demora para aumentar o score de crédito?

A sua pontuação pode mudar de um dia para o outro, porque o score é dinâmico. Ele é recalculado a cada vez que você acessa, por isso pode apresentar variação caso você consulte mais de uma vez em um curto período.

Mesmo assim, o score reflete seu comportamento até aquele momento. Ele pode ter pequenas variações, mas quem busca como aumentar o score deve se concentrar em algumas ações efetivas e manter a constância.

O score avalia seu histórico de pagador, e não apenas um momento específico. Mas, afinal, que ações são essas que ajudam a aumentar a sua pontuação de crédito? Vamos às principais dicas.

Como aumentar o score?

Como você já sabe, ter um score alto pode trazer muitos benefícios. Então, é bom conferir como elevar o seu. Vem ver!

Mantenha o nome limpo

Quem deixa de pagar suas contas se torna inadimplente e pode ter seu nome registrado nos birôs de crédito. É o que chamamos por aí de “nome sujo”. 

Se você quer ter uma boa reputação na praça, com certeza ter o nome sujo não ajuda. O ideal é não deixar que a situação chegue a esse ponto. 

Se perceber que não vai poder arcar com alguma conta, entre em contato com a instituição e renegocie.

Se, por acaso, você está com o nome sujo, a renegociação também vai te ajudar a limpar seu CPF, junto de um bom planejamento financeiro, claro.

Leia mais: Como quitar dívidas ganhando pouco em 5 passos

Agora, se você tem nome limpo e score baixo, confira as próximas dicas.

Pague as contas em dia

Já aconteceu de você deixar de pagar uma conta só por esquecimento mesmo? Cuidado: essa pequena falha pode prejudicar seu store.

Pagar as contas do seu cartão e as parcelas de compras ou dívidas que você tiver é fundamental para ter um score de crédito alto.

O PicPay permite que você reúna todas as contas em seu nome em um só lugar, facilita o pagamento e te lembra quando o vencimento estiver chegando. Aprenda como organizar suas contas no app.

Pagar tudo à vista aumenta o score?

Em geral, não. Os scores costumam ser focados no seu comportamento relacionado ao crédito, como empréstimos ou até cartão de crédito. Por isso, pagar outras coisas à vista não tem influência aqui. 

Atualize seus dados cadastrais

Essa parte é super importante e a mais simples! Manter seus dados atualizados nas plataformas que calculam os scores ajuda bastante a elevar a sua pontuação.

Faça o seu cadastro positivo

Se inscrever no cadastro positivo, sobre o qual você já leu ali em cima, pode ser útil para melhorar a percepção sobre o seu perfil de crédito.

Segundo a Associação Nacional dos Bureaus de Crédito (ANBC), fazer o seu cadastro positivo pode elevar a nota de crédito para 60% dos brasileiros que pertencem às classes C, D e E.

Cuide das suas finanças

A melhor dica para aumentar seu score é cuidar das suas finanças pessoais. Economizar dinheiro e saber como fazer renda extra são fundamentais para não se enrolar quando aparecer um imprevisto.

Com isso, você evita sujar seu nome em dívidas e garante a sua capacidade de pagar as contas em dia.

Leia mais: Salário mínimo 2022: como fazer o dinheiro render?

Dica extra: pesquise sobre educação financeira

Quando a gente entende como algo funciona, fica mais fácil lidar com aquilo, certo? Por isso, entender sobre educação financeira pode te ajudar a aumentar seu score e cuidar melhor do seu dinheiro.

Isso porque um dos produtos de crédito mais usados pelos brasileiros é o cartão. E muita gente não entende como funciona a fatura ou o limite do cartão de crédito.

Por aqui, você encontra muitos conteúdos para se aprofundar nesse universo e ganhar mais autonomia para cuidar da sua vida financeira.

E aí, as dicas foram úteis? Então confira os nossos conteúdos para lidar melhor com o dinheiro!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 5 / 5. Número de votos: 4

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados