Vírus no celular: aprenda a identificar e eliminar malwares

Saiba como identificar sintomas de vírus no celular, com dicas para prevenir roubo de dados e um passo a passo para eliminar malwares do seu aparelho

1 de março de 2023

Seu celular está mais lento do que o normal? A bateria tem acabado em menos tempo? Aparecem diversos anúncios? Pode ser que você esteja com algum malware ou vírus no celular. Veja como identificar e eliminar esse problema!

O que é malware?

O termo malware vem do inglês e é a junção de duas palavras: malicious e software. Em português, malware pode ser traduzido de forma direta para programa malicioso

Malware é um tipo de software que se instala em dispositivos, sites, redes sociais e demais aplicativos, sem a sua autorização, com o objetivo de causar algum tipo de dano. 

De forma geral, os malwares podem roubar dados pessoais e bancários, bombardear anúncios e pop-ups, espionar e bloquear dispositivos, interceptar informações e realizar ações sem que você dê permissão.

O que são aplicativos maliciosos? 

Os aplicativos maliciosos são um exemplo de malware, ou seja, são projetados com o objetivo de explorar ou danificar aparelhos eletrônicos como computadores e celulares. 

Os malwares são popularmente conhecidos como vírus aqui no Brasil. Mas a verdade é que os vírus são apenas um dos vários tipos de softwares maliciosos que podem te dar dor de cabeça, como você pode ver na imagem abaixo.

Qual a diferença entre malware e vírus no celular?

Para te ajudar a entender melhor sobre o que são os malwares, vamos mostrar os diferentes tipos e explicar como eles funcionam. 

6 principais tipos de malware

Conheça os tipos de malware e vírus no celular

1. Vírus

Embora muitas pessoas confundam malwares com vírus, eles não são a mesma coisa. A explicação é a seguinte: todo vírus é um malware, mas nem todo malware é um vírus. 

Os vírus são softwares maliciosos que infectam programas e arquivos. A propagação ocorre da mesma maneira que o vírus que aprendemos na biologia. O malware se espalha fazendo cópias de si mesmo em outros softwares.  

Geralmente, o dispositivo é infectado quando você baixa algum arquivo ou programa contaminado, por meio de ataques phishing. O pior é que você pode acabar transmitindo para outras pessoas ao encaminhar um e-mail ou emprestar um pendrive, por exemplo. 

2. Worms

Os worms são um tipo de malware semelhante ao vírus, já que eles também se propagam pelo seu dispositivo de forma automática e contaminam programas e arquivos. 

A grande diferença é que eles não precisam da sua ação para se disseminarem para outros dispositivos. Os worms acessam a lista de contatos do hospedeiro e se espalham por e-mails, SMS e aplicativos de mensagens. 

3. Cavalos de tróia 

Os cavalos de tróia, também conhecido como trojans, são malwares que se disfarçam de softwares legítimos para executarem alguma tarefa maliciosa no seu dispositivo. 

Ao contrário do vírus e do worm, o trojan não tem capacidade de se multiplicar sozinho. Ainda assim, apresenta um grande risco, já que abre brechas para ataques cibernéticos e roubo de dados.

4. Adwares

Os adwares são aplicativos maliciosos que tem como objetivo encher o seu dispositivo de publicidade indesejada. Eles afetam principalmente o navegador do seu computador, celular ou tablet. 

Além de apresentarem anúncios mal-intencionados, os adwares podem piorar o funcionamento do seu dispositivo, afetar o gasto da bateria e aumentar o consumo de internet.

5. Spywares

Os spywares são programas espiões que coletam informações no seu dispositivo e enviam para os criadores do malware, sem o seu consentimento. 

A espionagem pode ser desde dados simples, como o seu padrão de comportamento na internet, até super sensíveis, como senhas e informações bancárias. 

6. Botnets

Já os bots e botnets transformam o seu dispositivo em zumbi e geralmente permitem que um terceiro realize tarefas de forma remota, sem que você perceba, já que eles se camuflam no sistema. 

Na maioria das vezes, os bots operam em grande escala, afetando vários dispositivos ao mesmo tempo. 

O que é vírus no celular?

Antigamente, vírus e outros malwares eram problemas que afetavam principalmente computadores. Hoje em dia, isso mudou. Existem programas maliciosos para diversos dispositivos eletrônicos. 

Com a popularização dos smartphones, criminosos voltaram a atenção para esse tipo de dispositivo, utilizado por mais de 84% da população brasileira acima de 10 anos, segundo o IBGE.

Para você ter ideia, também de acordo com dados do IBGE, o celular é o principal aparelho para acesso à internet no Brasil, presente em 99,5% dos lares.

Com o mundo cada vez mais digitalizado, além do aumento de casos de golpes virtuais, a cada dia surgem novos malwares e vírus que visam, entre outras coisas, roubar dados pessoais e financeiros dos usuários pelo celular.

Leia mais: Como não cair em golpes na internet? 13 dicas de segurança

Os maiores alvos são os aparelhos que utilizam o sistema operacional Android. Além de ser o sistema mais popular no país, usado por 9 a cada 10 pessoas, é uma plataforma com características mais abertas, que facilita a ação de malwares.

Mas muito se engana quem pensa que usuários de iOS não precisam se preocupar. Embora mais seguro, o sistema também está sujeito a ameaças, principalmente se o dispositivo tiver passado por um jailbreak

O que o vírus faz no celular?

Os vírus e malwares podem causar uma série de problemas no seu celular, desde travamentos e consumo excessivo de bateria, até roubo de dados pessoais e invasão de aplicativos financeiros

Provavelmente o seu smartphone é repleto de informações importantes sobre a sua vida, não é mesmo? Imagina ter seus documentos pessoais, fotos, senhas, acesso a redes sociais, e-mail e aplicativos de banco espionados e interceptados?

Dependendo do tipo de vírus ou malware, todos esses dados podem ser roubados por criminosos e utilizados em golpes financeiros. Além do mais, alguns softwares maliciosos conseguem até mesmo acessar apps financeiros para realizar transações

Leia mais: Os 17 golpes financeiros mais comuns do Brasil

Por exemplo, existe um malware que é capaz de alterar os dados do destinatário de um Pix no momento da transação. Isso mostra a importância de aprender a identificar se o seu smartphone está com algum vírus. 

Como saber se o celular tem vírus?

Normalmente, os vírus e outros tipos de malware agem discretamente, sem que você perceba de forma clara. Ainda assim, é possível prestar atenção em alguns detalhes que podem indicar que o seu celular está infectado.

Por vezes, os sinais são mais visíveis, como o bombardeio de anúncios e pop-ups. Em outros casos, mais sutis, como a bateria acabar em menos tempo. Isso ocorre porque os malwares costumam executar tarefas secundárias, que consomem energia. 

Quer entender como detectar vírus no celular de forma simples e prática? Veja a lista que preparamos com dicas para identificar possíveis softwares maliciosos em seu dispositivo. 

10 sintomas de vírus no celular

1. Aparelho mais lento que o normal

Como falamos acima, uma característica comum dos malwares é a execução de tarefas em segundo plano. Com o aparelho sobrecarregado, pode ser que ele fique mais lento do que você está acostumado. 

2. Travamentos incomuns

É normal que o celular tenha travamentos com o passar do tempo. Caso isso ocorra de forma repentina, é possível que ele tenha sido infectado por algum vírus ou malware. 

3. Duração menor da bateria

Na mesma linha, ao rodar tarefas secundárias, o software malicioso faz com que a bateria do seu smartphone dure menos do que você está acostumado.

4. Superaquecimento

Outro sintoma de que algum aplicativo pode estar atuando no seu celular sem você perceber é o superaquecimento do aparelho. 

5. Maior consumo de internet

Além de gastar bateria, alguns vírus no celular também consomem o seu pacote de dados. Isso porque eles enviam informações constantemente utilizando a internet. Em caso de suspeita, verifique como está o seu consumo de dados.

6. Desligamentos ou reiniciação repentina

Um celular infectado por vírus ou malware também pode apresentar comportamentos anormais em relação ao desligamento. Em algumas situações, você não consegue desligar o aparelho. Em outras, ele reinicia sozinho. 

7. Presença de aplicativos desconhecidos

Agora, começamos a falar de alguns sintomas mais visíveis. O primeiro é a instalação de aplicativos desconhecidos. Notou algum app que não foi você que baixou? Provavelmente foi ação de um vírus.

8. Spam de anúncios e pop-ups

Se o seu celular está com vários anúncios e propagandas incomuns, seja em aplicativos ou no navegador, preste atenção. Tem chance desse tipo de vírus atrapalhar o funcionamento do seu dispositivo e os links podem te levar para sites falsos.

Leia mais: Como saber se um site é falso ao fazer uma compra?

9. Redirecionamento de páginas

Outro sinal de vírus e outros malwares é quando você tenta entrar em algum site e acaba sendo redirecionado para outra página ou uma aba extra é aberta ao mesmo tempo.

10. Ações que você não reconhece

Por fim, caso você note alguma ação que não foi feita por você, como o envio de mensagens e e-mails para os seus contatos, tome atitudes o quanto antes para eliminar o malware.

Como saber se o celular está livre de software malicioso?

Para ter certeza de que o seu smartphone está ou não com algum malware, você deve utilizar alguma ferramenta de varredura. Existem diferentes opções:

Google Play Protect

Se o seu celular for Android, o próprio Google conta com uma funcionalidade de segurança, o Google Play Protect. 

Veja abaixo o passo a passo de como saber se há algum vírus no celular: 

  • Abra o Google Play;
  • Toque no ícone do seu perfil, no canto superior direito;
  • Vá até a seção “Gerenciar dispositivos e aplicativos”;
  • Em visão geral, toque em “Nenhum aplicativo prejudicial encontrado” ou “Aplicativos prejudiciais encontrados”;
  • Depois, selecione a função de “Scan” para a realização da varredura.

Antivírus

Existem vários antivírus gratuitos disponíveis para celulares Android e iOS. Além de te protegerem de possíveis ataques, você pode utilizar os aplicativos para escanear o seu aparelho. 

Outra alternativa é contratar o Seguro Carteira Digital do PicPay, que conta com várias funcionalidades para a sua proteção, inclusive o antivírus BitDefender para até cinco dispositivos. 

Então se você suspeitar que o seu celular está infectado por algum malware, baixe algum antivírus na loja oficial de aplicativos do seu aparelho e faça uma varredura, beleza? 

Como eliminar vírus do celular?

Percebeu que está com algum malware detectado no celular? Não precisa se desesperar. Confira abaixo algumas soluções de como remover aplicativos maliciosos do seu aparelho.

Cabe destacar que o passo a passo vale para praticamente todos os tipos de malware, inclusive caso você queira saber como eliminar o vírus cavalo de troia do celular.

Apague aplicativos que você não baixou

A maneira mais simples de tentar resolver esse problema é desinstalar os aplicativos desconhecidos que podem ser nocivos para o seu aparelho. 

Se o surgimento de apps aleatórios ocorreu após a instalação de algum aplicativo específico, desinstale o programa também, já que ele pode ter sido o responsável pela infecção do seu dispositivo. 

Em aparelhos Android, siga os passos a seguir: 

  • Abra as Configurações do smartphone;
  • Vá até a seção de “Aplicativos e notificações”;
  • Toque em “Ver todos os aplicativos” e encontre os “Aplicativos instalados”;
  • Observe quais apps não foram baixados por você e desinstale cada um;
  • Reinicie o seu celular.

Em smartphones iOS, o passo a passo é o seguinte:

  • Abra os Ajustes do celular;
  • Toque em “Geral” e depois em “Armazenamento do iPhone”;
  • Localize aplicativos que você não baixou e desinstale um por um;
  • Reinicie o aparelho.

Utilize ferramentas de segurança do aparelho

Como já apresentamos acima, os aparelhos Android contam com o Google Play Protect. O recurso monitora os aplicativos do seu celular e identifica a possível presença de malwares neles. 

O melhor de tudo é que a ferramenta também analisa apps que foram baixados fora da Play Store. Em caso de comportamento suspeito, você é notificado e os aplicativos podem ser removidos.

O recurso de segurança e privacidade de dados já vem ativado no seu aparelho. Você pode conferir se está tudo certo seguindo o passo a passo:

  • Abra a Play Store;
  • Toque no seu avatar, no canto superior direito;
  • Ative o Play Protect.

Use algum antivírus 

Os antivírus para celular estão disponíveis tanto para aparelhos Android quanto iOS, sendo que existem várias opções gratuitas para download nas lojas oficiais dos dois sistemas. 

Como já falamos acima, o Seguro Carteira Digital também conta com o antivírus BitDefender para até cinco dispostivos. 

O ideal é que você utilize algum antivírus ou antimalware para te proteger de eventuais problemas. Se você ainda não usa e percebeu que está com vírus no celular, a ferramenta também pode te ajudar.

Faça a varredura do seu aparelho com o antivírus e aproveite a própria ferramenta para a remoção dos softwares maliciosos detectados. Depois, reinicie o seu celular e confira se os problemas foram resolvidos.

Formate o seu celular

Os três passos apresentados acima podem não ser suficientes para remover malware ou vírus no celular. A única solução 100% eficaz é a formatação do aparelho.

A restauração para a versão de fábrica vale tanto para smartphones Android quanto iPhones, ok? O processo pode demorar um pouco, mas funciona para todos os tipos de malware.

Antes de resetar o seu dispositivo, faça um backup de arquivos e contatos importantes, para facilitar a sua vida depois. 

Dica extra: tome providências se tiver aplicativos invadidos

Se você perceber que foi vítima de alguma invasão por conta de vírus no celular, aja rapidamente. Mude a senha de aplicativos, e-mail e redes sociais e revise os dispositivos e apps autorizados.

Caso você tenha sofrido um golpe financeiro, entre em contato com a sua instituição financeira e faça um Boletim de Ocorrência. 

Leia mais: Como recuperar dinheiro de estelionato em 6 passos

Como tirar vírus do Chrome no celular?

Um dos tipos de malware mais comuns são os que atacam principalmente navegadores do smartphone, como o Google Chrome e o Safari. 

A aparição de vários anúncios pode prejudicar o funcionamento do seu aparelho e ainda te expor a possíveis vazamento de dados pessoais. Por conta disso, muitas pessoas procuram saber como tirar vírus de propaganda no celular.

Além dos passos descritos acima, como utilização de um antivírus, desinstalação de aplicativos prejudiciais e formatação do dispositivo, você pode tentar resolver o problema no Chrome da seguinte maneira:

  • Abra as Configurações do celular;
  • Toque em “Aplicativos e notificações” e selecione o Chrome;
  • Limpe o cache e o armazenamento do app;
  • Reinicie o aparelho.

Você também pode abrir a página de Verificação de segurança do Chrome para verificar possíveis irregularidades com o seu navegador e corrigir os problemas. 

Limpar o cache é uma alternativa para tentar resolver problemas com vírus em todos os navegadores, inclusive no Safari, que é o aplicativo padrão do iOS. Veja o passo a passo:

  • Abra os Ajustes do iPhone;
  • Encontre o Safari e toque no aplicativo;
  • Selecione a opção de “Limpar histórico e dados do site”;
  • Reinicie o celular.

Como se prevenir de vírus que roubam dados pessoais?

Prevenir é melhor do que remediar, certo? Então para evitar que algum malware provoque algum dano ao seu celular ou roube seus dados pessoais, adote algumas medidas de segurança, como: 

  • Atualize sempre o seu sistema operacional para a versão mais recente;
  • Também atualize os aplicativos com frequência;
  • Só faça downloads de aplicativos nas lojas oficiais, como a Play Store e App Store;
  • Utilize algum antivírus de confiança;
  • Contrate o Seguro Carteira Digital;
  • Não clique em links desconhecidos em mensagens ou e-mails;
  • Faça uma varredura periódica no seu dispositivo. 

Agora que você já sabe como identificar, remover e prevenir malwares e vírus no celular, confira mais conteúdos que podem te ajudar a ficar protegido, em nossa editoria de segurança digital!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 36

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados