Margem consignável do servidor público: veja as regras 2024

Saiba em detalhes como funciona o cálculo da margem consignável do servidor público

Publicado em 04 de janeiro de 2024 Atualizado em 05 de fevereiro de 2024

O empréstimo consignado público tem o desconto das parcelas direto no salário dos servidores. Porém, esse desconto tem um teto, conhecido por margem consignável do servidor público.

A margem do consignado público tem dupla função: primeiro, busca evitar o superendividamento dos servidores, pois impede o comprometimento total da remuneração com a dívida do consignado.

Por outro lado, ela também funciona como um critério para o valor total de empréstimo a que o servidor público tem acesso.

Continue a leitura para tirar todas as suas dúvidas sobre a margem consignável dos servidores e ainda conhecer as regras atualizadas para 2024.

Empréstimo consignado 

Antes de entrarmos na margem consignável do servidor é preciso detalhar mais o empréstimo ou crédito consignado

Este tipo de empréstimo existe no Brasil já há 20 anos e é acessível somente para pessoas que têm renda estável, como é o caso dos servidores públicos.

O consignado foi criado para ter um custo baixo; isso é possível pela garantia que os bancos têm em receber os valores emprestados – garantia que vem do desconto automático da parcela devida na folha de pagamento. 

É por isso que o crédito consignado está disponível para servidores públicos federais, estaduais e municipais; Forças Armadas, beneficiários do INSS; e trabalhadores celetistas (desde que a empresa tenha convênio para o produto).

Com essa garantia, as instituições financeiras aplicam taxas de juros mais baratas; não à toa, o consignado é um dos empréstimos de menor Custo Efetivo Total (CET).

Também em razão desta característica, pessoas negativadas, ou seja, que estão com o nome inscrito em birôs de crédito, podem fazer um empréstimo consignado.

Além disso, a contratação é rápida e fácil, porque a estabilidade da renda permite um processo menos burocrático.

Leia mais: Empréstimo para servidor público: descubra 10 vantagens

O que é a margem consignável do servidor público?

Se você se encaixa em um dos grupos elegíveis ao consignado, saiba que todas as vantagens citadas acima estão disponíveis, desde que você possa comprometer a sua renda com a parcela do crédito consignado. 

Mas esse comprometimento não é ilimitado: por determinação legal, apenas uma parte da renda-base pode ter o desconto da parcela do consignado. E o quanto é esse desconto? É o que for dado pela margem consignável do servidor. 

A margem consignável evita que você chegue ao fim do mês sem renda ou com quase toda ela comprometida, seja por vontade própria ou não.

Ela também funciona como critério para o total de crédito que o banco irá conceder, levando em conta ainda fatores como taxa de juros e prazo de pagamento. Quanto maior a margem, maior o limite de crédito – e vice-versa.

Leia mais: Qual o valor máximo do empréstimo consignado?

Como funciona a margem consignável? 

A margem consignável do servidor público é nada menos que o percentual da renda que pode sofrer descontos de empréstimo consignado.

Atualmente, a margem do consignado é calculada sobre a remuneração fixa e líquida. Isso significa que valores pontuais ou temporários, como 13º salário e gratificações, não são considerados na base de cálculo. 

Ainda, o percentual recai sobre o valor da remuneração já considerando outros descontos que possam ter no contracheque do servidor, como os de contribuição previdenciária ou contribuição associativa, por exemplo. 

Para facilitar a compreensão, veja um exemplo: imagine que você receba R$ 5 mil  de salário. Todos os meses, porém, você tem o desconto de aproximadamente R$ 160,00 de previdência e outros R$ 2 mil de pensão alimentícia. 

Na prática, sua renda líquida mensal é de R$ 2.840,00. É sobre este valor final que será calculada a sua margem consignável para contratar empréstimo consignado.

“E essa conta não muda?”, você deve estar se perguntando. A resposta é: depende. Descubra mais no tópico a seguir.

O que aumenta a margem do consignado do servidor público?

Em resumo, a margem consignável pode ser alterada de duas formas: ou por uma mudança na lei ou por uma alteração no salário-base utilizado no cálculo. 

Por causa da crise econômico-sanitária da pandemia da covid-19, os governos por diversas vezes alteraram o valor percentual da margem consignável, de modo a permitir que os servidores pudessem ter acesso a mais crédito barato.

Já quanto à segunda situação, vale pensar: se ocorre um reajuste no seu salário, por exemplo, por ter sido promovido, a base de cálculo da margem é alterada, resultando em uma margem consignável maior.

Na situação hipotética citada, se antes você ganhava R$ 5 mil e, após uma mudança na carreira, passa a ganhar R$ 6 mil, com os mesmos descontos (R$ 2.160,00), a margem consignável passa a ser calculada sobre o valor de R$ 3.840,00.

Leia mais: Como funciona o aumento de margem consignável?

Qual o valor da margem consignável do servidor?

Como mencionado, a margem do consignado público é determinada em lei. Mas que lei é essa?

A legislação depende de qual esfera do funcionalismo público estamos falando: federal, estadual ou municipal. 

Assim, a margem do consignado federal foi fixada em lei federal aprovada pelo Congresso; já nos municípios, é na legislação local/cidade que consta os valores.

Margem consignável do servidor federal 2024

A margem para operações consignadas dos servidores públicos federais consta na Lei 14.509/2022. 

Por ela, servidores públicos federais (SIAPE – Poder Executivo federal) têm 45% de margem consignável, que é atualmente dividida entre: 

Assim, se um servidor SIAPE ganha R$ 7.000,00 líquido, por exemplo, terá uma margem consignável de R$ 2.450,00 para empréstimo – valor máximo que poderá ser descontado da sua renda mensalmente, para quitar parcelas de consignado.

O cálculo dos 5% de margem para os cartões de crédito e de benefício segue a mesma regra.

Vale mencionar que os mesmos percentuais máximos também se aplicam na concessão de crédito consignado para:

  • Militares das Forças Armadas;
  • Militares do Distrito Federal;
  • Militares dos ex-Territórios Federais;
  • Militares da inatividade remunerada das Forças Armadas, do Distrito Federal e dos ex-Territórios Federais;
  • Servidores públicos federais inativos;
  • Empregados públicos federais da administração direta, autárquica e fundacional; 
  • Pensionistas de servidores e de militares das Forças Armadas, do Distrito Federal e dos ex-Territórios Federais;
  • Anistiados políticos que recebam reparação econômica, de caráter indenizatório, em prestação mensal, permanente e continuada. 

Margem consignável do servidor estadual 2024

As margens dos servidores estaduais dependem do que determina a legislação estadual. 

De modo geral, encontramos estados com margens totais que vão de 35% (Acre e São Paulo, por exemplo) a 45% da renda líquida (como no Piauí).

Você pode checar a margem consignável atualizada do órgão ao qual está vinculado procurando o departamento de recursos humanos, ou na legislação do seu estado. 

Margem consignável do servidor municipal 2024

Como cada município tem a sua legislação específica, convém consultar diretamente as regras locais para verificar o valor atual da margem consignável.  

Frequentemente, os percentuais de margem para servidores municipais são menores do que no consignado federal/SIAPE, e ficam costumam variar entre 30 e 35% da renda líquida.

Onde consultar a margem consignável do servidor público

Independentemente de você ser servidor público federal, estadual ou municipal, pode sempre estimar a sua margem consignável no contracheque ou holerite.

Para tanto, basta verificar, no documento atualizado, a renda líquida atual e calcular o percentual da margem sobre o valor.

Leia mais: Aprenda tudo sobre a reserva do cartão consignado e como usar

Aprenda a consultar a margem SIAPE no SouGov

Os servidores públicos federais têm à sua disposição o SouGov, plataforma que reúne os mais diversos tipos de serviços da vida funcional.

Um deles é a consulta ao contracheque SIAPE. Confira o passo a passo completo para acessar: 

  • Entre no site ou o aplicativo SouGov e faça o login inserindo CPF e senha previamente cadastrados;
  • Se você tem mais de um vínculo, verifique para qual vínculo deseja realizar a consulta – na seta ao lado de “Órgão – Uorg – Matrícula”, você pode selecionar o vínculo atual ou o anterior;
  • Após confirmar se o seu vínculo está correto, vá para o “AutoAtendimento” e clique em “Consulta Contracheque”:
  • Escolha o mês desejado e então os componentes da sua remuneração e as informações adicionais serão disponibilizadas. 

Você também pode consultar a margem consignável SIAPE diretamente no SouGov:

  • Acesse o site ou o aplicativo SouGov e realize o login inserindo CPF e senha previamente cadastrados;
  • Na seção “Auto Atendimento” selecione a opção “Consignação”; a margem consignável aparecerá na tela.

Empréstimo consignado no PicPay

Você é servidor público federal? Se a resposta for sim, saiba que o PicPay tem empréstimo consignado com as melhores condições disponíveis, seja você usuário do app ou não! 

É possível, em cerca de 2 minutos, simular as condições para um novo empréstimo consignado SIAPE em poucos cliques. 

Caso queira simular diretamente basta seguir o tutorial:

  • Acesse https://consignado.picpay.com/;
  • Preencha o formulário com sua categoria, celular de contato e e-mail e clique em ‘Continuar’;
  • Envie em PDF o seu contracheque mais recente; 
  • Aguarde alguns instantes e veja as ofertas que temos para você!

Agora, confira o passo a passo da simulação de consignado pelo app:

  • Abra o app do PicPay;
  • Clique em “Empréstimos”;
  • Depois, selecione a opção “Consignado Siape e INSS”;
  • Preencha as informações solicitadas e clique em “Continuar”;
  • Siga as orientações da tela.

Se desejar, você pode clicar no botão abaixo e ir direto para a página de simulação:

Depois de simular e ver as melhores ofertas você pode seguir as orientações da tela para contratar seu novo empréstimo, como o envio de documentos e a assinatura digital.

Leia mais: Veja o que é e como dar autorização de consignatário no SouGov

A contratação é sempre 100% online e rápida – em média, o dinheiro é depositado em conta em até 2 dias. 

Quer saber mais sobre finanças? Acesse os conteúdos exclusivos no Blog do PicPay com dicas para você lidar com seu dinheiro.

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 3.9 / 5. Número de votos: 13

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados