Blog do PicPay: conteúdos sobre pagamentos, app e muito mais

Conheça as melhores formas de pagamento para loja virtual

Você tem ou quer abrir um e-commerce? Confira as melhores formas de pagamento para loja virtual e saiba como escolher a ideal para seu negócio

6 de abril de 2022 Atualizado em 17 de maio de 2022

Você é empreendedor e possui ou quer abrir um e-commerce para o seu negócio? Então este texto é para você! Todo o processo de venda de algum produto é importante, mas a etapa de pagamento é uma das principais. Conheça quais são as melhores formas de pagamento para loja virtual.

Neste conteúdo você vai aprender:

  • Qual a importância dos meios de pagamento online;
  • Como receber pagamentos online;
  • Quais são as melhores formas de pagamento no e-commerce;
  • Como vender pelo PicPay E-commerce.

Vale a pena abrir um e-commerce?

De acordo com um levantamento da Neotrust, o ano de 2021 foi o melhor da história para o e-commerce brasileiro, em relação a faturamento, número de pedidos e valor médio por compra.  

O estudo apontou que o faturamento total aumentou quase 27% em relação ao ano de 2020, atingindo R$ 161 bilhões, e que o número de entregas chegou a 353 milhões, aumento de cerca de 17% ante 2020. Já o valor médio por compra foi de R$ 455.

Esse crescimento ocorreu sobretudo por conta da pandemia de Covid-19, em duas vias. Com o isolamento social, os clientes passaram a comprar mais online. Além disso, os empreendedores precisaram buscar novas maneiras de ganhar dinheiro. 

A última pesquisa de Sondagem do Comércio, realizada pela Fundação Getúlio Vargas, indicou que em 2021 o e-commerce foi responsável por 21,2% da receita do varejo do País. Antes da pandemia, representava 9,2%.

Com esse cenário, abrir um e-commerce é uma ótima opção, claro, mas sem perder de vista a importância de oferecer um bom serviço para garantir o sucesso em um mercado tão competitivo. 

Se você está em busca de aprender como ganhar dinheiro na internet com seu negócio, confira o conteúdo especial com 12 passos para ter êxito.

O que você precisa saber antes de escolher as formas de pagamento para loja virtual

Não adianta nada você seguir os passos do nosso conteúdo, mas perder uma venda na etapa de conclusão, por não oferecer boas formas de pagamento online para seus clientes ou ter um checkout complexo.  

Para escolher o melhor meio de pagamento para sua loja virtual, você deve levar em consideração alguns fatores relacionados ao seu negócio:

  • Facilidade para o seu público-alvo; 
  • Taxa sobre as vendas ou sobre o funcionamento;
  • Prazo e possíveis taxas para recebimento dos valores;
  • Segurança tanto para você quanto para o cliente.

Como receber pagamentos online

Existem várias formas de pagamento online. Algumas estão caindo em desuso e outras têm crescido com o passar do tempo.

Segundo uma pesquisa do Instituto Locomotiva, os pagamentos digitais vão superar os analógicos nos próximos anos. Dos 1500 entrevistados, 91% citaram o Pix como o possível meio mais comum em 10 anos. 

Além do mais, 82% e 81% dos entrevistados falaram sobre carteira digital e leitura de QR Code, respectivamente, como meios de pagamento mais promissores. 

Formas de integração de pagamento para loja virtual

Antes de falarmos sobre quais são as principais formas de pagamento no e-commerce atualmente, vamos explicar quais são os meios de integrá-las à sua loja virtual. 

Para isso, você precisa saber a diferença entre adquirente, gateway de pagamento e subadquirente. 

Adquirente

Em compras no cartão de crédito ou débito, a adquirente é a responsável pelo processamento da compra, conectando você ao cliente, às bandeiras de cartão de crédito e aos bancos. 

Grosso modo, a adquirente cumpre o papel de verificar com a bandeira e o banco emissor se o pagamento pode ser aprovado e também de receber o valor. 

Posteriormente, o valor da venda é repassado para você vendedor, com cobrança de taxa e, por vezes, apenas depois de 31 dias.

Gateway de pagamento

Em resumo, os gateways de pagamento equivalem às maquininhas de cartão no mundo físico. No ambiente virtual, funciona como uma plataforma para receber pagamentos online, conectando você empreendedor a uma adquirente. 

Uma das maiores vantagens é a possibilidade de receber pagamentos no crédito e no débito, de cartões de diversas bandeiras, dependendo da prestadora contratada por você, ainda tendo a possibilidade de integrar outras maneiras, como pagamento por boleto.

A principal desvantagem são as taxas, tanto para manutenção do serviço quanto sobre as vendas e você ainda pode ter que contratar um sistema antifraude.

Subadquirente ou intermediador de pagamento para e-commerce

Embora parecido, o intermediador de pagamento, também conhecido como subadquirente, é diferente do gateway de pagamento, pois oferece uma opção mais completa.

Como o próprio nome indica, esse sistema faz a intermediação do processo de pagamento e depois repassa o valor para você, cobrando uma taxa sobre os valores negociados, podendo chegar até a 7%.

Uma grande vantagem é que os intermediadores garantem a segurança da venda, com sistemas antifraude já inclusos.

Por ser uma solução mais fácil, geralmente, é utilizada por lojas de pequeno e médio porte.

Principais formas de pagamento no e-commerce

Agora que você já sabe sobre como integrar uma solução de pagamento online, vamos falar sobre quais são os principais meios de pagamento para e-commerce e quais são as vantagens e desvantagens de cada um.

Depósito bancário

Antes do Pix, o depósito bancário era a forma mais simples de receber um pagamento, tendo em vista que o dinheiro caía diretamente em uma conta bancária, de qualquer tipo, sem incidência de taxas sobre o valor. 

Entretanto, sobretudo com o lançamento do Pix em 2020, pelo Banco Central, este meio de pagamento foi caindo em desuso. Isso porque o cliente ficava desprotegido durante a transação, exigindo uma relação de confiança entre empresário e consumidor.

Boleto bancário

O boleto bancário ainda é uma das formas de pagamento para loja virtual mais utilizadas, ainda que também esteja perdendo força por causa do Pix. 

Para adotar este meio de pagamento, você precisa negociar com o seu banco para que ele faça a emissão do boleto de forma automatizada. Uma taxa é cobrada neste processo.

Outra opção é você fazer a emissão por meio de softwares ou sites terceirizados, que também cobram pelo serviço.

As vantagens são: garantia de pagamento, recebimento do valor diretamente em conta e baixo custo em relação ao cartão de crédito, por exemplo. 

Em contrapartida, uma das principais desvantagens é a necessidade do cliente fazer o pagamento à vista. Além do mais, por vezes, a operação é mais lenta em comparação com outros meios, podendo levar dias para a confirmação.

Pix

O Pix, sistema de pagamento instantâneo do Banco Central, foi oficialmente lançado no fim de 2020. Caiu rapidamente nas graças da população por diversos motivos:

  • Disponibilidade 24 horas por dia, 356 dias por ano;
  • Instantaneidade tanto para quem paga quanto para quem recebe;
  • Isenção de taxas para pessoas físicas;
  • Pix é seguro. 

Em fevereiro de 2022, o Banco Central contabilizava mais de 400 milhões de chaves Pix. Um mês depois, em março, o BC registrou o número recorde de transações em um único dia, mais de 58 milhões!

Leia mais: Vantagens do Pix: quanto você economiza ao usá-lo

Esse sucesso também pode ser observado no e-commerce, já que o Pix se tornou um dos meios de pagamento online mais comuns atualmente.

Para adotar o Pix como forma de pagamento, você pode criar um sistema próprio, utilizando uma chave vinculada à sua conta bancária, ou contratar algum serviço de integração. Nesse caso, as empresas cobram uma taxa de serviço. 

Assim como o boleto bancário, a maior desvantagem do Pix é a impossibilidade do comprador pagar parcelado.

Cartão de crédito e débito

De acordo com um levantamento feito pela Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas e pelo Serviço de Proteção ao Crédito, em parceria com o Sebrae, 75% dos internautas brasileiros utilizaram o cartão de crédito nos 12 meses que antecederam o estudo, divulgado em novembro de 2021.

Nesse contexto, oferecer a possibilidade do seu cliente pagar no crédito é praticamente indispensável para o seu negócio funcionar. 

Em uma loja virtual, você deve implementar alguma solução de pagamento online por cartão, podendo ser um gateway de pagamento ou um intermediador de pagamento.

QR Code

Atualmente é difícil você passar um dia inteiro sem ver um QR Code por aí. Eles estão em bares e restaurantes, placas, outdoors, comerciais de TV e em vários outros lugares.

Basicamente, um QR Code é uma imagem com um código que pode ser escaneado por smartphones, levando a algum endereço, podendo ser um site, texto ou aplicativo.

Antes mesmo da funcionalidade se tornar tão comum, o PicPay surgiu em 2012 sendo o precursor de vendas por QR Code no Brasil

O objetivo já era tornar a vida das pessoas mais simples, com inovação, possibilitando que elas pagassem e recebessem dinheiro com mais praticidade, muito antes da invenção do Pix.

Por causa dessa facilidade, os pagamentos por QR Code caíram no gosto da população, principalmente durante a pandemia. 

Dados internos do PicPay apontam que os pagamentos com QR Code cresceram mais de 5 vezes desde o início do período pandêmico,  em março de 2020.

De acordo com a pesquisa Pagamentos Móveis e Comércio Móvel no Brasil, da Mobile Time/Opinion Box, de setembro de 2021, 58% dos brasileiros já fizeram algum pagamento com QR Code.

Em lojas físicas, o QR Code pode ser utilizado para substituir as máquinas de cartão. Nós, inclusive, já te ensinamos como fazer vendas sem maquininhas.

Abaixo, vamos passar as instruções de como vender por QR Code.

Como receber pagamento pelo PicPay

Nós já te falamos sobre as formas de pagamento para loja virtual mais utilizadas e detalhamos as vantagens e desvantagens de cada uma.

Agora imagine se você pudesse integrar uma solução simples, pagando apenas uma taxa e tendo mais uma série de vantagens?

Com o PicPay E-commerce isso é possível.

Com a plataforma para receber pagamentos online do PicPay, um QR Code é gerado no momento da conclusão da compra. 

Comece a receber pagamentos agora com o PicPay

Ao escanear o código, o cliente pode fazer o pagamento diretamente pela conta digital no PicPay dele, optando por utilizar o saldo em carteira ou um cartão de crédito com opção de parcelamento.

Resumidamente, o PicPay E-commerce funciona na sua loja virtual da seguinte maneira:

Você não precisa pagar nada para incluir ou manter o PicPay como forma de pagamento em seu site. A única cobrança é uma taxa por venda, que varia de acordo com o prazo que você deseja receber:

  • 1 dia – 5,19%;
  • 14 dias – 4,61%;
  • 30 dias – 3,89%.

Vantagens de utilizar o PicPay E-commerce

  • Possibilidade de vender para mais de 60 milhões de usuários do PicPay;
  • Cobrança de apenas uma taxa, para intermediação da venda;
  • Isenção de taxa de mensalidade, saque, instalação e cancelamento;
  • Sem necessidade de faturamento mínimo;
  • Sistema antifraude incluído, de forma gratuita;
  • Facilidade de integração com seu e-commerce;
  • Possibilidade do seu cliente pagar a prazo com cartão de crédito;
  • E o mais importante: os 30 primeiros dias são isentos de qualquer taxa!

Ficou interessado em utilizar o maior aplicativo de pagamentos do País em seu negócio virtual? Aprenda como:

  • Crie uma conta no PicPay E-commerce;
  • Conecte o seu site da forma que preferir: usando a API pública do PicPay E-commerce,  ou pelos plug-ins VTEX e Magento;
  • Acesse a sua conta E-commerce e vá ao menu Integração para gerar os seus tokens da API. 
  • Ative o PicPay em sua loja.

Ficou com alguma dúvida? Acesse o material do PicPay E-commerce no Github.

Além de todas as vantagens citadas anteriormente, você tem a oportunidade de gerenciar todos os pedidos feitos, recebimentos, saques e cancelamentos diretamente na sua conta do PicPay E-commerce.

Por meio de um painel, você pode conferir tudo e ainda extrair relatórios, facilitando a gestão das suas vendas.

Percebeu como o PicPay quer simplificar a sua vida em todos os aspectos? Aprenda mais dicas para impulsionar o seu negócio!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.8 / 5. Número de votos: 4

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados