Meu INSS: aprenda a cadastrar e acessar os serviços [2024]

Saiba como funciona o Meu INSS e descubra como fazer o cadastro, o login, as consultas e as solicitações na plataforma

28 de agosto de 2023 21 de dezembro de 2023

Com o objetivo de desafogar as solicitações presenciais nas agências do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), o Meu INSS surgiu para facilitar a vida do brasileiro.

Seja no site do INSS ou no aplicativo, a plataforma online da Previdência Social ajuda a agilizar o atendimento dos segurados e ainda permite o acesso a serviços sem sair de casa.

A seguir, você confere um guia completo sobre o Meu INSS e acompanha o passo a passo de cadastro, login, consultas e solicitações importantes dentro da ferramenta.

Meu INSS

O Meu INSS é uma plataforma que dá acesso a mais de 90 serviços oferecidos pelo INSS e que pode ser usada tanto pelo computador quanto pelo celular.

Ela foi criada em 2018, com o objetivo de trazer mais facilidade e comodidade para a vida de quem precisa de algum serviço previdenciário, sem que seja necessário o deslocamento a uma unidade das Agências da Previdência Social.

Assim, as pessoas passaram a ter mais autonomia e agilidade na solicitação de benefícios como aposentadoria, pensão por morte ou até mesmo auxílio-doença.

Lista atualizada dos serviços disponíveis no Meu INSS: consultas, pedidos e informações

  • Aposentadoria por idade urbana;
  • Salário-maternidade urbano;
  • Apuração de batimento contínuo;
  • Agendamentos e consultas de pedidos;
  • Extrato previdenciário (CNIS);
  • Extrato de pagamento de benefício;
  • Extrato de empréstimo consignado;
  • Extrato para Imposto de Renda;
  • Carta de concessão do benefício;
  • Agendamento de perícia médica;
  • Declaração de benefício − consta/nada consta;
  • Consultar revisão de benefício − Artigo 29;
  • Declaração de regularidade da situação do contribuinte individual;
  • Alterar dados básicos de contato;
  • Resultado da perícia médica;
  • Recurso;
  • Recurso de benefício por incapacidade;
  • Revisão;
  • Cópia de processo;
  • Recurso − seguro defeso;
  • Cessação de benefício por óbito;
  • Cadastrar declaração de cárcere/reclusão;
  • Cadastrar ou renovar representante legal;
  • Alteração de forma de pagamento;
  • Reativar benefício;
  • Atualização de dependentes para Imposto de Renda;
  • Atualização de dados cadastrais do beneficiário;
  • Desistência de benefício;
  • Solicitar valor não recebido até a data do óbito do beneficiário;
  • Cadastrar ou atualizar dependentes para salário-família;
  • Suspender o benefício assistencial à pessoa com deficiência para inclusão no mercado de trabalho;
  • Solicitar pagamento de benefício não recebido;
  • Bloqueio/desbloqueio do benefício para empréstimo;
  • Reativar benefício assistencial suspenso por inclusão no mercado de trabalho;
  • Transferir benefício para outra agência da Previdência Social;
  • Cadastrar ou renovar procuração;
  • Atualização do Imposto de Renda para declaração de saída definitiva do País;
  • Certidão de inexistência de dependentes habilitados à pensão por morte;
  • Atualização de dados do Imposto de Renda – retificação da DIRF;
  • Certidão para saque de PIS/Pasep/FGTS;
  • Exclusão de desconto de mensalidade associativa/sindicato em benefício previdenciário;
  • Solicitação de exclusão de empréstimo consignado;
  • Cadastrar pensão alimentícia;
  • Aposentadoria por idade rural;
  • Aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Auxílio-reclusão rural;
  • Auxílio-reclusão urbano
  • Benefício assistencial ao idoso;
  • Benefício assistencial à pessoa com deficiência;
  • Certidão de tempo de contribuição;
  • Pecúlio;
  • Pensão por morte rural;
  • Pensão por morte urbana;
  • Salário-maternidade rural;
  • Aposentadoria da pessoa com deficiência por tempo de contribuição;
  • Aposentadoria da pessoa com deficiência por idade;
  • Benefício assistencial ao trabalhador portuário avulso;
  • Benefício assistencial à pessoa com deficiência − microcefalia;
  • Aeronauta gestante − auxílio-doença;
  • Saldo na tela (tempo ou valor de benefício);
  • Calculadora da aposentadoria por idade;
  • Calculadora da aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Acordo internacional − aposentadoria por idade rural;
  • Acordo internacional − aposentadoria por idade urbana;
  • Acordo internacional − aposentadoria por tempo de contribuição;
  • Acordo internacional − atualização de atestado de vida;
  • Acordo internacional − atualização de dados cadastrais e/ou bancários;
  • Acordo internacional − atualização de dados de Imposto de Renda;
  • Acordo internacional − benefício exclusivo do país acordante;
  • Acordo internacional − certificado de deslocamento temporário inicial;
  • Acordo internacional − certificado de prorrogação de deslocamento temporário;
  • Acordo internacional − histórico de seguro em país acordante;
  • Acordo internacional − pensão por morte rural;
  • Acordo internacional − pensão por morte urbana;
  • Acordo internacional − reativação de benefício;
  • Acordo internacional − recurso;
  • Acordo internacional – regularização de pagamentos em atraso;
  • Acordo internacional − retificação de deslocamento temporário;
  • Acordo internacional − revisão;
  • Acordo internacional − salário-maternidade;
  • Acordo internacional − transferência de benefício em manutenção;
  • Cálculo de contribuição em atraso, emissão e/ou cálculo de GPS;
  • CAT (Comunicação de Acidente de Trabalho), acréscimo 25%, isenção de IR e auxílio-acidente;
  • Inscrição junto à Previdência Social;
  • Marcação ou remarcação de perícia médica;
  • Reemitir parcela − seguro-defeso;
  • Requerimento de antecipação de pagamento da revisão do Artigo 29
  • Seguro defeso − pescador artesanal;
  • Validação facultativa baixa renda;
  • Atualização de dados cadastrais;
  • Acesso ao Portal Covid;
  • Reembolso de deslocamento para perícia médica;
  • Pedido de aposentadoria por incapacidade permanente (aposentadoria por invalidez).

Formas de acessar o Meu INSS

Você pode acessar os serviços do Meu INSS de duas maneiras: pelo aplicativo ou pelo site. As duas versões oferecem os mesmos serviços. 

1. Aplicativo (app)

O app Meu INSS pode ser utilizado tanto em smartphones quanto em tablets com acesso à internet. 

Você pode baixá-lo gratuitamente no Google Play Store e na App Store e ter as informações de maneira rápida.

Na prática, é uma alternativa com interface simples e intuitiva e que permite a consulta de diversas informações, assim como a possibilidade de fazer simulações, solicitações, agendamentos e atualizações de dados cadastrais.

2. Site

Disponível no endereço meu.inss.gov.br, o portal do INSS apresenta as mesmas funcionalidades do aplicativo.

A ideia com esse tipo de acesso é agilizar os atendimentos presenciais com uma ferramenta online e facilitar a vida de quem precisa consultar informações, fazer agendamentos e solicitações, atualizar dados e simular situações.

Meu INSS – cadastro: veja o passo a passo completo [2024] 

A seguir, você pode acompanhar o passo a passo de como fazer o cadastro no Meu INSS tanto pelo site quanto pelo aplicativo:

No site:

1. Acesse o site https://meu.inss.gov.br e clique em “Entrar com gov.br”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

2. Digite seu CPF para criar ou acessar a sua conta gov.br e clique em “Continuar”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

3. Se você já tiver a conta gov.br, digite a sua senha dessa conta e clique em “Entrar”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

4. Selecione as imagens correspondentes à autenticação por desafio e resposta (uma medida de segurança que comprova que você é uma pessoa e não um robô);

Foto: Captura de tela | Meu INSS

5. Clique em “Autorizar” na autorização de uso de dados pessoais.

Foto: Captura de tela | Meu INSS

Pronto! Seu acesso ao Meu INSS está liberado para fazer suas consultas e solicitações.

Foto: Captura de tela | Meu INSS

No aplicativo:


1. Baixe o aplicativo Meu INSS na App Store ou na Google Play Store;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

2. Entre no aplicativo e clique em “Próxima” no canto superior direito da tela;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

3. Clique em “Próxima” novamente;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

4. Leia a Política de Privacidade e clique em “Aceitar”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

5. Clique em “Entrar com gov.br”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

6. Digite o seu CPF e clique em “Continuar”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

7. Insira sua senha e clique em “Entrar”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

8. Leia o termo de uso e clique em “Concordo”;

Foto: Captura de tela | Meu INSS

9. Leia a autorização de uso de dados pessoais e clique em “Autorizar”.

Foto: Captura de tela | Meu INSS

Pronto! Na tela seguinte, você já vai conseguir ver todos os serviços disponibilizados dentro do app Meu INSS.

Foto: Captura de tela | Meu INSS

O que é preciso para acessar o Meu INSS?

Algumas coisas são fundamentais para que você consiga fazer o login no Meu INSS, como ter uma conexão com a internet e possuir um cadastro na conta gov.br, o sistema único de acesso a todos os serviços públicos digitais.

Caso você ainda não tenha, saiba como criar uma conta gov.br.

Principais consultas no Meu INSS

A seguir, você confere o passo a passo das principais consultas que podem ser feitas no Meu INSS:

1. Como consultar um benefício pelo CPF?

Para fazer a consulta do benefício INSS pelo CPF, siga o passo a passo:

  1. Baixe o aplicativo do Meu INSS (Android ou iPhone) ou acesse o site;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”;
  3. Faça o Meu INSS login com seu CPF e sua senha (caso não tenha cadastro, crie uma conta gov.br).

Pronto! Você conseguiu acessar a plataforma e já pode visualizar a tela inicial com os dados do seu benefício.

Para maiores detalhes, você deve digitar “Extrato de Informações do Benefício” no campo “Do que você precisa?”, na tela inicial.

2. Como consultar a concessão de benefício no Meu INSS?

Se você precisa consultar a concessão de benefício, o passo a passo é:

  1. Acesse o site ou aplicativo;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”;
  3. Coloque o seu CPF e a sua senha (caso não tenha cadastro, veja como criar uma conta gov.br);
  4. Clique em “Consultar Pedidos”, na tela inicial, ou digite o nome do serviço no campo “Do que você  precisa?”.

Você vai ser direcionado para uma tela com detalhes sobre o andamento da sua solicitação. 

Leia mais: 6 causas para o benefício cessado e o que fazer

3. Como consultar o extrato previdenciário (CNIS)?

Para as consultas de extrato de contribuição, siga o tutorial abaixo:

  1. Acesse o site ou o aplicativo;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”;
  3. Informe o seu CPF e a senha cadastrada (caso não tenha cadastro, veja como criar uma conta gov.br);
  4. Clique em “Extrato de Contribuição (CNIS)”, no menu de serviços, ou digite o nome do documento no campo “Do que você precisa?”, na tela inicial.

As informações que vão aparecer na sua tela detalham todos os seus vínculos, remunerações e contribuições previdenciárias que constam no Cadastro Nacional de Informações Sociais (CNIS). 

4. Como consultar o extrato de empréstimos consignados?

No caso da consulta de extrato de empréstimos consignados, a lógica é a mesma para as consultas anteriores:

  1. Acesse o site ou o aplicativo;
  2. Clique em “Entrar com gov.br”;
  3. Insira o seu CPF e a senha cadastrada (caso não tenha cadastro, veja como criar uma conta gov.br);
  4. Clique em “Extrato de Empréstimo Consignado”, no menu de serviços ou escreva o nome do documento no campo “Do que você precisa?”, na tela inicial.

A página seguinte vai trazer informações dos empréstimos que são descontados em seu benefício do INSS. Nesse extrato, também aparecem o valor das parcelas, o prazo e a margem disponível para novas contratações.

Leia mais: Como funciona o empréstimo consignado INSS?

Se você desejar pode simular consignado gratuitamente na BX Blue, uma empresa PicPay.

5. Como consultar a taxa de juros do empréstimo consignado?

Em outubro de 2023, o Meu INSS passou a disponibilizar as taxas de juros do empréstimo consignado de diferentes instituições financeiras. A ideia é que os beneficiários possam comparar os valores e encontrar as menores taxas com mais facilidade. Aprenda a fazer a consulta em poucos cliques:

  • Abra o aplicativo Meu INSS e faça o login;
  • Deslize a tela inicial para baixo, na lista de serviços e clique em “Ver mais”;
  • Selecione a opção “Taxas de Empréstimo Consignado”.

Outra alternativa é digitar “taxas de empréstimo” no campo “Do que você precisa?”, na tela inicial, e selecionar o primeiro resultado.

Dúvidas frequentes sobre entrar no Meu INSS

Abaixo, você pode consultar as dúvidas mais comuns em relação ao Meu INSS. 

1. Preciso pagar para entrar no Meu INSS?

O Meu INSS é uma plataforma totalmente gratuita. Assim, não é necessário pagar para ter acesso à plataforma tanto na versão do aplicativo quanto na versão do site INSS.

Leia também: Cobrança antecipada de empréstimo? É golpe! Saiba como fugir

2. Como entrar no Meu INSS?

Aprenda como acessar o Meu INSS com o tutorial baixo:

  • Acesse o site ou entre no aplicativo Meu INSS;
  • Digite o seu CPF e a sua senha da conta gov.br;
  • Clique nas imagens correspondentes à autenticação por desafio e resposta (uma medida de segurança que comprova que você é uma pessoa e não um robô);
  • Clique em “Autorizar” na autorização de uso de dados pessoais.

Pronto! Você já pode acessar as informações do Meu INSS.

3. Não consigo acessar o Meu INSS. O que devo fazer?

A principal recomendação no caso de não conseguir acessar a plataforma é aguardar e tentar o acesso novamente em algumas horas.

Antes disso, você também pode checar se há realmente uma conexão válida com a internet e se o endereço que foi digitado no navegador está correto. 

Outra coisa que pode ajudar nessa situação de dificuldade é trocar o meio de acesso. Por exemplo, se você estiver acessando pelo app Meu INSS, tente a versão web, ou vice-versa.

Se o problema persistir, outras formas de acesso aos serviços do órgão podem ser utilizadas, como ligar na central telefônica (por meio do número 135) ou se dirigir a uma agência do INSS mais próxima para um atendimento presencial.

Leia mais: Atendimento do INSS: lista atualizada de canais e horários

4. O aplicativo ou site Meu INSS está fora do ar, o que faço?

Falhas nos servidores, sobrecargas de acessos simultâneos, atualizações e manutenções podem fazer com que o aplicativo ou o site Meu INSS fique fora do ar.

Nessas situações, a recomendação é aguardar algumas horas e tentar novamente o acesso. 

Se o problema continuar, você pode tentar usar outros meios, como a agência mais próxima do INSS com atendimento presencial ou a ligação para a central telefônica no número 135.

É importante lembrar que alguns atendimentos específicos exigem agendamento prévio, por isso é melhor se informar antes para não perder a viagem.

5. Esqueci a senha do Meu INSS, e agora?

Como o acesso ao Meu INSS é feito pela conta gov.br, a recuperação da senha também usa essa conta. O passo a passo a seguir pode ajudar você nessa tarefa:

  • Clique no botão “Entrar com gov.br” na página inicial do Meu INSS;
  • Insira o seu CPF e clique no botão “Continuar”;
  • Clique em “Esqueci minha senha”;
  • Baixe ou acesse o aplicativo gov.br;
  • Ainda no celular, clique em “Ler QR Code”;
  • No seu computador, clique no botão “Gerar QR Code”;
  • Abra o aplicativo gov.br, selecione “Ler QR Code”e aponte a câmera do seu celular para a imagem;
  • Na tela seguinte, você fará o seu reconhecimento facial (dica: esteja em uma ambiente bem iluminado e sem objetos no fundo);
  • Em seguida, clique em “ok”, para continuar o processo e retorne para o computador;
  • Crie uma nova senha, repita a senha criada e clique em “Continuar”.

Feito isso, sua senha será alterada. Depois, é só entrar no Meu INSS novamente para acessar as informações que deseja.

6. O que fazer se o login no Meu INSS for bloqueado?

Se você digitar a senha incorretamente por três vezes, ela será bloqueada temporariamente por quatro horas. A orientação nesse caso é aguardar e fazer uma nova tentativa após esse período.

Se o problema persistir, entre em contato com a Central de Atendimento INSS por meio do telefone 135 ou solicite o link e o código de segurança para desbloquear o cadastro do Meu INSS e criar uma nova senha. Para isso, siga o tutorial abaixo:

  • Acesse o Meu INSS;
  • Informe os seus dados pessoais;
  • Escolha a forma de recuperar a senha;
  • Crie uma nova senha.

7. Como faço para alterar a senha do Meu INSS?

Você pode alterar a senha do Meu INSS utilizando o recurso “Esqueci minha senha” (confira o passo a passo acima). 

Lembre-se de tentar criar uma nova senha forte, ou seja, que possua caracteres especiais e símbolos, além de números, letras maiúsculas e minúsculas.

8. Em quais bancos é possível conseguir a senha provisória do Meu INSS?

Os bancos em que é possível conseguir a senha provisória do Meu INSS são:

  • Banco do Brasil 
  • Banese
  • Banrisul
  • Bradesco
  • Itaú
  • Caixa Econômica Federal
  • Santander
  • Sicoob

9. Como eu faço para atualizar o aplicativo do Meu INSS?

Se você precisa atualizar o aplicativo do Meu INSS, é só acessar a App Store (iPhone) ou a Google Play Store (Android) e verificar se há alguma atualização disponível para ele. 

É sempre interessante manter o app atualizado, pois a cada versão são inseridas melhorias para oferecer uma experiência cada vez melhor para o usuário. 

Atualmente, as versões mais recentes são: Versão 4.18.0 (iPhone) e Versão 4.18.00 (Android).

10. Por que o aplicativo Meu INSS não está funcionando?

O app Meu INSS pode não funcionar por algumas razões. As mais comuns estão relacionadas à atualização do sistema ou até mesmo à manutenção para melhorar a plataforma.

Nesses casos, a recomendação é aguardar algumas horas e fazer uma nova tentativa. Se o problema permanecer, você pode tentar acessar a versão web da plataforma, já que as funcionalidades são as mesmas.

11. Tenho uma dúvida ou problema no Meu INSS, o que devo fazer?

Se você tiver qualquer dúvida ou precisar de ajuda para solucionar algum problema no Meu INSS, pode consultar as Dúvidas Frequentes sobre a plataforma ou ligar para o INSS, no número 135, que funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h.

12. Existe telefone INSS 0800?

Não. O número do INSS é 135, da Central de Atendimento.

As ligações feitas por telefone são gratuitas. Quando feita do celular, a ligação para o telefone do INSS tem o custo de uma chamada local.

13. Como fazer prova de vida pelo Meu INSS?

A prova de vida é um procedimento que serve para comprovar que os beneficiários estão vivos e, portanto, têm o direito de permanecer com os valores mensais.

Desde abril de 2023, a comprovação passou a ser feita pelo INSS, a partir do cruzamento de dados públicos que confirmem a existência do seguro. Ações como renovação de documentos, votação eleitoral e consultas médicas no SUS (Sistema Único de Saúde), por exemplo, servirão prova de vida.

O órgão estima que 17 milhões de beneficiários terão a comprovação automatizada. Nos casos em que não for possível encontrar as informações necessárias, o INSS avisará o segurado, que deverá realizar o procedimento preferencialmente por atendimento eletrônico.

Para fazer a prova de vida pelo Meu INSS, basta digitar “prova de vida” no campo “Do que você precisa?”, na tela inicial do aplicativo.

Caso prefira, também é possível fazer a comprovação no caixa eletrônico ou no balcão de atendimento do banco em que você recebe o benefício.

14. Como acessar o novo requerimento do Meu INSS?

Veja o passo a passo para fazer uma solicitação no site do INSS:

  • Abra o app e faça o login;
  • Na tela inicial, clique em “Novo Pedido”.

Caso tenha dificuldade de encontrar, digite “novo pedido” no campo “Do que você precisa?”.

Leia também: O que são os formulários do INSS? Veja lista completa

15. Como é feita a perícia do INSS virtual?

Tanto o agendamento da perícia, quanto o envio de atestado médico (em caso de pedido inicial) e a consulta do resultado podem ser feitos pelo Meu INSS, gratuitamente.

Também conhecida como pente-fino do INSS, o procedimento é necessário para quem deseja entrar com o pedido ou pretende manter um benefício de incapacidade temporária.

Basicamente, é o momento em que o segurado deve comprovar ao órgão o estado de sua saúde e a necessidade do benefício.

Para fazer o agendamento de uma perícia e enviar as documentações, você deve selecionar o serviço “Pedir Benefício por Incapacidade”. Já a consulta do resultado da solicitação pode ser realizada pelo serviço “Resultado de Benefício por Incapacidade”.

16. Como entrar no Meu INSS pelo celular?

É possível utilizar o celular para acessar os serviços previdenciários tanto pelo app quanto pelo site.

Pelo app, você precisa antes baixar o aplicativo na loja oficial do sistema (Apple ou Google Play). Pelo site, basta digitar meu.inss.gov.br na barra de endereço do navegador.

Atenção: independentemente do modo escolhido será preciso fazer login com a conta gov.br, ok?

17. Aplicativo Meu INSS bloqueado, o que fazer?

O acesso ao app pode ser impossibilitado por vários motivos. Aguarde um tempo e faça nova tentativa.

Se mesmo assim não conseguir entrar no aplicativo, o recomendável é desinstalar e instalar novamente o app.

Caso o acesso continue bloqueado, procure atendimento junto a uma agência do INSS.

Aprenda a cuidar melhor do seu dinheiro com as dicas exclusivas aqui do Blog do PicPay.

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4.3 / 5. Número de votos: 11

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados