Existe cartão de crédito aprovado na hora?

Descubra se existe cartão de crédito aprovado na hora e como você pode contribuir para aumentar suas chances de ter sucesso na liberação

16 de outubro de 2023

Conseguir um cartão de crédito aprovado se tornou mais simples e democrático que há alguns anos. Isso devido à modernização do sistema financeiro brasileiro. 

Atualmente, é possível encontrar modalidades disponíveis para negativados e consumidores com dificuldade de comprovação de renda, com aprovação na hora, online e sem burocracia.

Uma boa notícia para mais de 40% da população adulta no Brasil com o nome sujo, conforme dados do Serasa, que passa pelo constrangimento e pela frustração de ter o crédito negado devido ao histórico de inadimplência. 

A expansão do cartão caminha em direção à inclusão de diferentes públicos a uma ferramenta usada mundialmente. Em 2022, foram identificados quase 200 milhões de cartões de crédito ativos no país, segundo dados do Banco Central.

Esse número é quase o dobro da população economicamente ativa no Brasil, registrada pelo IBGE em 2021. Impressionante, não é mesmo?

Para além das inúmeras vantagens e das facilidades atuais, ainda é preciso verificar algumas informações para ter o cartão de crédito aprovado na hora. 

E mais, é fundamental saber como utilizá-lo sem prejudicar a renda e seu futuro histórico financeiro.

É exatamente isso que abordaremos nos próximos tópicos. Continue a leitura para saber quais as melhores estratégias para conseguir e opções para ter acesso a um cartão de crédito fácil de aprovar. 

Cartão de crédito: por que vale a pena?

Há alguns anos, o cartão de crédito figura como um dos principais meios de pagamento no Brasil, acompanhado do débito e, atualmente, do Pix. 

De acordo com dados da Febraban, o cartão movimentou mais de 18 bilhões de reais em transações em 2022, devido à sua ampla aceitação em grande parte do comércio, para compras online e, em alguns casos, pagamentos internacionais. 

Conheça outras vantagens do cartão de crédito:

  • Praticidade para realizar pagamentos: o cartão passou a substituir o dinheiro nas compras do dia a dia. É um método prático, ocupa pouco lugar na carteira e não precisamos aguardar pelo troco ou carregar dezenas de moedas no bolso para pagamentos.
  • Possibilidade de realizar compras de maior valor: o limite do cartão viabiliza o pagamento de bens de consumo de diferentes valores, à vista ou de forma parcelada.
  • Programa de recompensas: muitas operadoras de cartão oferecem vantagens para seus clientes, com a possibilidade de acumular pontos, milhas e descontos em diversos locais.
  • Segurança: o cartão de crédito contém recursos que dificultam o uso por terceiros, como senha, cartão virtual e verificação de compras. Inclusive, caso haja desconfiança em relação ao uso, existe o bloqueio e até cancelamento do cartão.
  • Controle financeiro: se utilizado da maneira correta, o cartão pode facilitar o monitoramento dos gastos. Com a utilização do app ou internet banking, você pode acompanhar todos os gastos que compõem o valor total da fatura.
  • Melhora o score e ajuda na construção de um histórico financeiro: os pagamentos em dia e as transações com o cartão são fundamentais para o monitoramento do perfil do consumidor, que é usado para liberação de crédito.

Ainda que as vantagens do cartão de crédito sejam muitas, também é importante ter em mente o fato de que ele também tem seus pontos de atenção, como as altas taxas de juros do rotativo, que podem se tornar uma bola de neve.

Há uma discussão no Congresso para estabelecer um limite de 100% ao ano para os juros do rotativo do cartão de crédito, com o objetivo de diminuir as chances de superendividamento no país.

Mas independentemente do desenrolar desta iniciativa, o mais indicado é evitar o rotativo. 

Veja, abaixo, algumas dicas básicas para aproveitar todas as vantagens do cartão, sem comprometer a sua saúde financeira. 

5 dicas para ter um cartão de crédito sem comprometer a saúde financeira

O uso consciente do cartão de crédito tem potencial para ser um grande facilitador, desde que levem em conta os cuidados necessários para não cair no rotativo, que apresenta os juros mais altos do mercado.

As taxas do rotativo podem chegar a 400% por ano. Isso significa que uma dívida de R$ 1.000,00 pode passar de R$ 4.000,00 em 12 meses. Como você já deve imaginar, em pouco tempo, a dívida ficará extremamente alta.

Para evitar que você entre nesta situação, listamos algumas dicas fundamentais para utilizar o cartão de crédito com responsabilidade. 

1. Faça um planejamento financeiro

O planejamento financeiro é uma estratégia essencial para evitar o descontrole e o endividamento, que envolve o balanço do quanto se ganha e quais são os gastos fixos e variáveis.

Sem contar que, ao colocar suas possibilidades na ponta do lápis, fica muito mais simples traçar objetivos de melhoria. 

2. Evite ao máximo pagar a fatura mínima

Apesar de ser uma prática muito utilizada pelos brasileiros, pagar a fatura mínima é um grande risco, já que o valor não quitado sofrerá com a incidência de juros e ficará cada vez maior.

O pagamento parcial também indica um descontrole financeiro e é o momento ideal para recalcular a rota e se organizar para quitar a dívida o quanto antes.

Uma alternativa, nesse caso, é recorrer a uma modalidade de crédito com juros menores para quitar a pendência, como o empréstimo com garantia, antecipação do saque-aniversário ou o consignado

Assim, você evita cair no rotativo ou se livra dele o quanto antes.

3. Não utilize o cartão de crédito como renda extra

Um dos maiores erros do consumidor que tem o cartão de crédito liberado é utilizá-lo para parcelar despesas básicas, como energia, água e alimentação. 

Como essas responsabilidades se repetirão no mês seguinte, elas podem se acumular.

A ideia é compreender que o limite do cartão de crédito não é uma renda extra, mas uma nova despesa. Afinal, a fatura terá que ser quitada no mês seguinte, com a sua renda usual.

4. Analise a necessidade do uso do cartão

A compra impulsiva está presente na rotina de muitos consumidores. A depender da sua frequência, ela pode se tornar um grande problema, principalmente quando não temos o valor usado disponível no planejamento financeiro.

O mais indicado, portanto, é analisar a necessidade de cada compra e, de preferência, deixar o desejo “maturar”, para ter a certeza da necessidade do bem de consumo. 

5. Escolha instituições financeiras confiáveis e que ofereçam vantagens

Por fim, nossa última dica é analisar as opções no mercado e verificar as taxas de juros cobradas pelas principais operadoras de cartão de crédito. 

Além dos custos envolvidos na abertura de conta, anuidade, mensalidade ou qualquer outra despesa relacionada.

Hoje, existe uma infinidade de opções que não cobram anuidade, como é o caso do PicPay Card.

Fique de olho nas vantagens oferecidas, pois você pode ter acesso a descontos e cashbacks no PicPay Shop ao utilizar o cartão.

Agora que você já conhece as vantagens e como utilizar bem o cartão de crédito liberado, vamos descobrir quais fatores afetam a aprovação ou recusa deste meio de pagamento?

Como ter um cartão de crédito fácil de aprovar?

Boa parte dos brasileiros já teve o cartão de crédito negado por uma ou mais operadoras. Isso ocorre porque a disponibilização do cartão depende da política interna da instituição, que pode determinar o perfil de consumidor desejado.

Mas por que uma operadora negaria “vender” um produto financeiro que traria lucro?

Lembre-se que o índice de inadimplentes no país está extremamente alto, o que quer dizer que muitas pessoas deixam de quitar suas faturas.

O não pagamento gera uma perda para a instituição financeira e a melhor maneira de minimizar este risco é analisar quais consumidores possuem maiores chances de se tornarem inadimplentes.

Dessa forma, o mercado tem como regra desenvolver uma política de análise financeira para mapear possíveis falhas no pagamento. Alguns itens são comuns na maioria das organizações financeiras. 

Confira abaixo os principais elementos que podem afetar a aprovação do seu cartão de crédito.

1. Bom score

O score é um dos termômetros mais utilizados na análise para concessão de crédito. 

Em poucas palavras, trata-se de uma pontuação que varia de 0 a 1.000 e tem como objetivo classificar os consumidores de alto a baixo risco de inadimplência.

Para isso são consideradas diversas práticas de consumo, como:

  • Pontualidade no pagamento de dívidas;
  • Histórico de inadimplência;
  • Utilização de cheque especial e do rotativo do cartão;
  • Relacionamento com instituições financeiras;
  • Dados pessoais;
  • Renegociações.

Quanto maior o score, maiores as chances de ter o cartão de crédito aprovado na hora.

2. Histórico com a instituição financeira

Outro fator que pode colaborar para que você encontre um cartão de crédito fácil de aprovar é o relacionamento com a instituição financeira, o que inclui o tempo de conta aberta, transações, utilização da conta corrente e pagamento de empréstimos em dia.

Clientes com mais tempo de relacionamento podem ter mais facilidade de ter o cartão de crédito liberado.

3. Renda

A renda é um fator determinante na liberação do cartão de crédito e na determinação do limite, uma vez que serve para mensurar a capacidade do consumidor de pagar mensalmente a fatura do cartão.

Caso os ganhos sejam menores que o mínimo determinado na política interna da instituição, é possível que a liberação seja negada.

4. Movimentações financeiras

Um dos pontos que afetam o score – e, consequentemente, a liberação do cartão de crédito – é a frequência e o volume das suas atividades financeiras. 

Quem não possui cartão de crédito, mantém uma conta poupança com baixa movimentação e paga boa parte das suas dívidas em dinheiro ou cheque pode não ser o perfil ideal para o mercado.

Se a sua ideia é pedir o primeiro cartão, procure abrir uma conta corrente e realizar transações, como pagamento de boletos, transferências e saques. Isso vai ajudar a melhorar o seu score e a possibilidade de ter o cartão de crédito liberado.

5. Limpar o nome

O nome sujo é um fator de alto impacto nas modalidades de crédito. Antes de fazer a sua solicitação, o ideal é quitar contas vencidas e comunicar aos órgãos nos quais a sua dívida está cadastrada, como SPC e Serasa.

Se você ainda está inadimplente e pretende organizar sua vida financeira, existem outras opções disponíveis, como, por exemplo, as modalidades de cartão de crédito para negativado aprovado na hora, caso do PicPay Card com Limite Garantido e do cartão consignado.

Leia mais: Como conseguir um cartão de crédito? 

Existe cartão de crédito aprovado na hora?

Sim. Como já adiantamos acima, existem opções de cartão de crédito para negativado aprovado na hora, além de tantas outras para consumidores que já possuem um bom histórico financeiro.

Alguns fatores, como juros, política interna, anuidade e vantagens, no entanto, podem variar.

Contudo, é sempre bom lembrar que nem sempre  encontrar um cartão de crédito fácil de aprovar é uma missão simples. Os credores preferem minimizar os riscos e, para isso, estabelecem etapas de análise de crédito para a liberação. 

Qual cartão de crédito aprova na hora?

A melhor forma de agilizar e conquistar o cartão de crédito aprovado é oferecer uma garantia de que as faturas serão quitadas. Pensando nisso, o PicPay criou um cartão de crédito online aprovado na hora e o limite é você quem constrói.

O PicPay Card com Limite Garantido é um cartão de crédito em que o limite é definido pelo dinheiro guardado na conta que rende PicPay ou no Cofrinho do Cartão. É ele que garante o pagamento da sua fatura.

Nesse modelo, não há riscos de inadimplência, o que o torna um cartão de crédito fácil de aprovar. E o melhor: no Cofrinho do Cartão, seu dinheiro rende 102% do CDI todo dia útil. 

Como é um cartão de crédito online aprovado na hora, você pode utilizá-lo digitalmente no momento da adesão, mesmo antes da versão física chegar até o seu endereço. 

O PicPay Card também é livre de anuidade, pode ser utilizado em mais de 300 lojas parceiras do PicPay Shop e você ainda pode ganhar até 25% de cashback nas compras. 

Por que o cartão de crédito não foi aprovado?

Existem alguns fatores que podem dificultar a conquista do cartão de crédito aprovado, como score baixo, histórico financeiro, relacionamento com a instituição e outros. 

Porém, isso não significa que eles jamais terão acesso a esta ferramenta. Praticamente todas as operadoras de cartão permitem novas tentativas após o consumidor ter a concessão do cartão de crédito recusada. 

Se você já passou por esta situação, saiba que as melhores estratégias nos casos de negativa são:

  • Continuar com o relacionamento;
  • Aumentar as transações na sua conta corrente;
  • Quitar dívidas em aberto;
  • Pagar as contas em dia;
  • Atualizar seus dados, principalmente se houver aumento de renda. 

Não se esqueça de verificar o prazo para uma nova solicitação, ok? Normalmente, dentro de algumas semanas você já consegue pedir uma segunda análise. 

Quer um cartão de crédito aprovado na hora com baixa burocracia, sem anuidades e que ainda é um investimento? Então, conheça o PicPay Card com Limite Garantido e aproveite todas estas vantagens.

E não deixe de conferir outros conteúdos com dicas exclusivas para você cuidar bem do seu dinheiro.

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 4 / 5. Número de votos: 4

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados