Como funcionam os benefícios de vale-alimentação e refeição

Entenda as principais regras do vale-alimentação e vale-refeição e como podem ser importantes para sua gestão financeira

27 de junho de 2023

Na hora de aceitar uma proposta de emprego, é fundamental que você esteja atento a mais detalhes do que apenas o salário oferecido. Informações sobre  vale-alimentação e vale-refeição fazem toda a diferença.

Por exemplo, se você vai trabalhar presencialmente em uma região em que as coisas são mais caras, o custo do almoço diário e do cafezinho pode comprometer parte significativa do seu salário.

É aí que surgiu o vale-refeição, o popular VR, em que a empresa paga um valor para arcar com parte dos seus gastos com refeições no dia, semelhante ao vale-transporte. 

De modo geral, o vale-refeição é aceito em restaurantes, lanchonetes e bares que servem refeições. Apesar de ser calculado por dia, o vale costuma ser pago mensalmente e você pode utilizar da forma que preferir.

Em muitos casos, os colaboradores também recebem o VA (vale-alimentação), que tem como principal objetivo o auxílio para abastecer a despensa com compras realizadas em supermercados.

Ao longo deste conteúdo, vamos mostrar como funciona o vale-refeição e o vale-alimentação e quais são suas principais regras e vantagens. Siga a leitura!

O que é vale-refeição?

Em resumo, o vale-refeição, popularmente conhecido como VR, é um benefício oferecido pelas empresas para que você possa se alimentar durante o expediente.

Na maioria dos casos, isso acontece em horário comercial – com jornada geralmente estabelecida das 8h às 18h. Assim, por comodidade, o almoço costuma ser realizado no local ou próximo ao ambiente de trabalho.

Se você trabalhar no formato home-office, também pode receber o benefício. Tudo depende da política da empresa.

Para que o pagamento dessas refeições não tenha de sair do seu salário, as empresas costumam depositar os valores do benefício em um cartão específico para isso. 

VR e VA não são benefícios obrigatórios por lei, mas existem diversos acordos sindicais que asseguram esse direito aos trabalhadores vinculados naquela categoria.

Se você não receber, pode consultar o sindicato da sua área de atuação e verificar se existem planos para que isso seja solicitado às empresas.

Como funciona o vale-refeição?

Atualmente, o formato mais comum do vale-refeição é através de um cartão de benefícios, que é pago pela empresa contratante e pode ser usado por você com mais flexibilidade. 

Na prática, você só precisará se preocupar com o saldo disponível, que, na maioria dos casos, pode ser conferido através do aplicativo do cartão

Também é importante checar  se o estabelecimento comercial aceita aquela forma de pagamento.

Desde que tudo esteja dentro do esperado, basta passar o cartão normalmente na hora de pagar, como acontece com as versões de crédito e débito de instituições financeiras. 

As pessoas mais velhas devem se lembrar  que em um passado não tão distante era comum encontrar empresas que pagavam o vale-refeição para seus funcionários através de tickets impressos.

Com valores pré-definidos, você era obrigado a fazer contas para pedir e pagar um prato, por exemplo. Afinal, o troco não poderia ser em dinheiro em espécie e costumava ser recebido em forma de vale.

Portanto, a digitalização do vale-refeição foi importante não só para que você possa fazer suas compras com mais tranquilidade, mas também trouxe mais praticidade aos comerciantes.

Benefícios do vale-refeição

Além do ponto principal do benefício, que é garantir que você não tenha que se preocupar com gastos de alimentação no horário de expediente, o uso do vale-refeição garante outras diferentes vantagens.

1. Flexibilidade na hora de escolher a refeição

Não importa se você quer comer no restaurante mais em conta, no mais badalado ou apenas fazer um lanche rápido. Com o VR, a escolha de onde vai se alimentar está em suas mãos – basta apenas controlar o saldo mensal.

2. Estímulo à alimentação correta

Apesar de não ser uma regra, a tendência é que com o valor disponível no VR você possa se alimentar bem e, consequentemente, consiga desempenhar seu melhor papel no trabalho.

O que é vale-alimentação?

O vale-alimentação também é um benefício oferecido pelas empresas, mas, neste caso, o objetivo é que seja um auxílio para você fazer compras para sua própria casa em supermercados.

Os cartões voltados para a alimentação – que não podem ser confundidos com os de refeição – geralmente são aceitos apenas em mercados, de pequeno e grande porte, e não em restaurantes e lanchonetes, por exemplo.

Assim, cada cartão de benefício possui sua própria forma de utilização.

Por conta da constante alta dos preços em mercados de todo o país nos últimos anos, fruto da inflação, o benefício de vale-alimentação tem sido cada vez mais solicitado

Afinal, esse incremento na renda específico para a compra de alimentos para casa pode ser um bom reforço no orçamento no fim do mês.

Como funciona o vale-alimentação?

Assim como o VR, o vale-refeição costuma ser entregue aos trabalhadores assim que ingressam na empresa e é recarregado mensalmente. 

Os principais ambientes que aceitam o benefício como pagamento são supermercados, vendas, hortifrutis e algumas padarias.

Já restaurantes em geral e lanchonetes costumam processar pagamentos apenas com o vale-refeição. Por isso a importância de não confundir os cartões e seus respectivos saldos.

Porém, uma vez com o cartão em mãos e em um comércio condizente, o processo é igual ao vale-refeição ou qualquer outro cartão de débito e crédito: na hora de pagar, basta digitar a senha e concluir a operação.

Como é o pagamento do vale-alimentação?

O vale-alimentação costuma ser pago mensalmente pelas empresas. Em um único cartão, você precisa apenas descobrir o dia de recarga do benefício.

Dessa forma, poderá se planejar para organizar o melhor dia para fazer a compra do mês no supermercado e com a garantia do vale com seu valor cheio.

Caso sobre saldo de um mês para o outro, não há problema. Os valores podem ser somados e não possuem distinção no extrato do benefício.

No entanto, como você poderá ver mais adiante, é preciso prestar atenção em prazos e validade de cada carga financeira realizada no cartão para que não veja seus créditos expirarem.

Vantagens do vale-alimentação

No caso do vale-alimentação, o mero aumento do seu poder de compra já pode ser um alívio na hora de fazer as contas no final do mês.

Afinal, é sempre bem-vindo formas de reduzir os gastos com necessidades básicas, como a própria alimentação dentro de casa.

Veja outros pontos importantes e como você pode ser beneficiado pelo VA:

1. Autonomia para escolher alimentos

Cada família vive uma realidade diferente.. Com o VA, diferentemente da antiga cesta básica, você pode escolher os produtos no mercado que mais fizerem sentido para os seus hábitos.

2. Grande rede conveniada

Praticamente todos os grandes mercados aceitam o VA atualmente como forma de pagamento, o que facilita para que as compras possam ser feitas no estabelecimento de melhor logística e, geralmente, mais perto de sua residência.

3. Melhora na qualidade de vida 

O maior poder de consumo faz com que as pessoas possam ter uma alimentação adequada e sintam mais prazer inclusive em trabalhar por saberem do benefício. Assim, o produto também pode assegurar ganhos indiretos.

Quais as diferenças entre vale-refeição e vale-alimentação?

Apesar de serem dois benefícios bastante próximos em termos de uso, o vale-refeição e o vale-alimentação possuem algumas diferenças. O primeiro ponto é em relação ao valor.

Como o vale-refeição é calculado para que você possa almoçar todos os dias, a diária é multiplicada ao menos por 21 dias no mês. Portanto, em um hipotético valor de 30 reais destinado para almoço, você irá receber 630 reais no cartão.

Esse valor costuma ser mais alto do que o pago no vale-alimentação, que tem como objetivo a compra em mercados para despesas em casa.

Não há um valor definido e o benefício pode variar de empresa para empresa, mas é comum que fique entre 100 e 300 reais.

Outra diferença importante acontece nos lugares em que são aceitos os cartões dos dois benefícios.

Como já foi visto, o vale-refeição costuma ser credenciado em ambientes em que é possível almoçar ou jantar, como restaurantes, lanchonetes, padarias e alguns bares.

Já no caso do vale-alimentação, como o foco é em compras para casa, apenas supermercados, vendas, hortifrutis e alguns outros estabelecimentos tendem a ser vinculados.

Um fator que vale prestar atenção é que, mesmo que o cartão seja aceito no local, não necessariamente todos os produtos estarão conveniados.

Por exemplo, a maioria dos supermercados não aceita que bebidas alcoólicas sejam compradas com vale-alimentação.

Por isso, é importante conferir as regras do estabelecimento previamente para poder planejar suas compras.

Como saber se vale-refeição e vale-alimentação são aceitos?

A frase “aceita VR?” é um clássico de qualquer restaurante, e a resposta positiva geralmente é comemorada por quem possui o cartão de benefício em sua carteira.

Mas, afinal, como saber se VR e VA são aceitos nos estabelecimentos que você frequenta?

Além da clássica pergunta a garçons e atendentes, você pode se atentar a outros pontos, como totens e adesivos da empresa fornecedora do benefício – existem várias no mercado, então é importante se atentar especificamente sobre a sua.

Esses indicadores costumam estar à mostra na região do caixa, facilitando a identificação na hora do pagamento.

Como o VA e o VR podem evoluir?

Este ano, o PicPay entrou no segmento de Benefícios Corporativos e lançou o PicPay Benefícios.

Com ele, o funcionário pode utilizar o VR e o VA em qualquer restaurante ou mercado que aceita cartão de crédito ou pagamento por QR Code (crédito ou PicPay). Ou seja, tem muito mais opções para usar.

Outra vantagem é que o produto pode ser 100% digital. Dessa forma, o usuário não precisa ter o cartão em mãos.

Empresas e departamentos de recursos humanos também já podem oferecer o novo produto aos seus funcionários. Entenda como abaixo.

Benefícios para empresas

O PicPay está apto a atender de micro e pequenas empresas até as maiores contempladas pelo Programa de Alimentação do Trabalhador (PAT).  

No ano passado, o PAT teve teve mudanças na lei que estimularam a competitividade do setor e beneficiaram novos entrantes como o PicPay. Estima-se que o mercado de benefícios movimente R$ 150 bilhões. 

Dúvidas comuns sobre o VR e o VA?

Já explicamos o que é o vale-refeição e o vale-alimentação, e como esses dois benefícios funcionam. Para que você fique ainda mais por dentro do assunto, levantamos algumas dúvidas que podem surgir sobre sobre o tema,

Vale-refeição e vale-alimentação podem vencer?

Sim, os benefícios podem expirar. Mas depende das regras da empresa que fornece os cartões. Essas normas podem variar de uma para outra.

Portanto, é importante que você consulte diretamente a marca do benefício através de aplicativo conveniado ou o RH de sua empresa.

Assim, poderá saber quanto tempo após a recarga os seus saldos podem expirar – especialmente no caso do VA, que algumas pessoas optam por economizar alguns meses para fazer uma única e grande compra posteriormente.

Empresas são obrigadas a pagar vale-refeição?

Apesar das regras CLT possuírem uma série de benefícios obrigatórios, o vale-refeição e vale-alimentação não estão entre eles.

No entanto, existem exceções, como no caso de convenções coletivas de alguns sindicatos que obrigam as contratantes a fornecerem o benefício.

De qualquer forma, mesmo sem obrigação por lei, a maioria das empresas costuma arcar com esses custos

O que pode acontecer é, na proposta, o valor do salário já contemplar ganhos extras para a própria alimentação, mas que irá variar de acordo com a política de cada instituição.

O que quer dizer VA e VR?

As siglas VA e VR, bastante utilizadas no dia a dia dos trabalhadores do país, significam vale-alimentação e vale-refeição, respectivamente.

Então, quando ouvir algum desses dois termos, já sabe o que querem dizer.

O que são cartões multibenefícios?

Considerada a nova geração dos benefícios de vale-refeição e vale-alimentação, os cartões de multibenefício buscam unificar todos os seus recebimentos além do salário, como gastos como alimentação, transporte e saúde.

Assim, em um único cartão, você poderá escolher como gastar o seu dinheiro.

Na prática, o multibenefício funciona como uma parte do salário que pode ser usada para serviços específicos, ainda que exista vasta gama de opções.

Você pode, por exemplo, decidir economizar nas compras de supermercado para gastar mais nos almoços do dia a dia ou ao contrário. Com um só cartão, o orçamento se torna muito mais flexível.

Gostou do conteúdo? Acompanhe a editoria Meu Dinheiro do Blog do PicPay e veja mais materiais como esse!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 2.1 / 5. Número de votos: 7

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados