IPCA: o que é e quais foram os números de dezembro de 2023

Entenda o que é o IPCA, saiba tudo sobre o indicador que mede a inflação no país e veja a análise do time de economistas do PicPay

8 de fevereiro de 2024

O IPCA, Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo, é um indicador fundamental no universo econômico brasileiro. 

Em resumo, ele descreve a variação dos preços de produtos e serviços consumidos pela população em geral, sendo utilizado como referência para medir a inflação no país.

Análise do IPCA de dezembro de 2023

Por Igor Cadilhac, economista do PicPay.

Acima das nossas expectativas, o IPCA de janeiro registrou avanço de 0,42%. O acumulado nos últimos 12 meses começou o ano com 4,51% e voltou para cima do teto da meta.

Além da surpresa altista no headline, do ponto de vista qualitativo a leitura não foi favorável. A piora dos núcleos, quase que generalizada, chama atenção.

Diante disso, há um sinal de alerta para a política monetária, que conversa bem com o balanço de riscos que o Banco Central descreveu na ata.

Dos nove grupos de pesquisa, sete registraram alta. Como era esperado, o grupo de Alimentação e bebidas (1,38%) foi o que representou o maior impacto sobre o resultado. A abertura foi responsável por 29% da inflação observada no mês e teve o aumento da alimentação no domicílio (1,81%) como principal contribuinte inflacionário.

Na sequência, o grupo de Saúde e cuidados pessoais (0,83%) e Despesas pessoais (0,82%) também impactaram consideravelmente, em 11% e 8%, respectivamente.

Por outro lado, o grupo de Transportes apresentou queda de 0,65%, tendo um impacto de -0,14% na inflação observada no mês. Mais uma vez, a grande surpresa veio das passagens aéreas, que recuaram 15,22% e registraram o maior impacto individual negativo.

Esses resultados ressaltam o protagonismo das variações nos preços das passagens aéreas nos últimos meses, que tem impactado consideravelmente a dinâmica inflacionária geral.

Olhando à frente, estimamos uma variação de 3,7% no acumulado deste ano.

Eventuais riscos de baixa seguem vindo principalmente (1) do bom contágio dos preços de bens sobre os demais, (2) do comportamento dos núcleos e sua inércia, e (3) do combate à inflação de forma sincronizada mundo afora. Do outro lado, temos monitorado (1) o mercado de commodities agrícolas e softs, incluindo os eventuais efeitos do El Niño sobre cereais, leguminosas e oleaginosas e (2) os aumentos salariais dado o baixo desemprego, os ganhos reais recentes e a regra do salário mínimo.

O que é IPCA?

O IPCA é uma ferramenta essencial para entender a saúde da economia do país. Ele influencia diretamente a política monetária do Banco Central, pois é utilizado como referência para estabelecer metas de inflação. 

O controle da inflação é vital para garantir a estabilidade econômica, afetando juros, investimentos e o poder de compra da população.

Além disso, o IPCA serve para diversas finalidades, como, por exemplo:

Política Monetária: O Banco Central utiliza o IPCA como um dos principais indicadores para definir metas de inflação e tomar decisões sobre a taxa básica de juros (Selic)

Reajustes contratuais: Muitos contratos, como aluguéis, empréstimos e alguns salários, são corrigidos com base no IPCA. Ele serve como referência para ajustar valores de acordo com a variação dos preços, mantendo o equilíbrio nos contratos ao longo do tempo.

Investimentos e planejamento financeiro: Investidores e empresas utilizam as informações do IPCA para avaliar retornos de investimentos e planejar estratégias financeiras, levando em consideração a inflação para preservar o valor do capital.

Quer uma dica? Se você gosta de ficar por dentro de todos os acontecimentos que impactam os mercados no Brasil e no mundo, conheça o podcast Diário Econômico PicPay.

Ou seja, o IPCA desempenha um papel crucial na economia brasileira, oferecendo insights valiosos sobre a inflação e seu impacto na vida das pessoas e nas decisões econômicas do país.

Como é calculado o IPCA-15?

O cálculo do IPCA é realizado pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que coleta dados de preços de uma ampla gama de itens consumidos pelas famílias brasileiras. 

Esse levantamento ocorre em várias regiões metropolitanas do país e considera produtos e serviços em diversas categorias, como alimentação, habitação, transporte, saúde, educação, entre outros.

A fórmula para o cálculo do IPCA envolve uma média ponderada dos preços desses itens, dando maior peso àqueles que têm maior impacto no orçamento das famílias. 

Esse índice é atualizado mensalmente e divulgado pelo IBGE, permitindo análises sobre a evolução dos preços ao longo do tempo.

Atualmente, a pesquisa abrange as famílias com rendimentos de 1 a 40 salários mínimos, residentes em 11 áreas urbanas dos seguintes locais:

Regiões metropolitanas de Belém, Fortaleza, Recife, Salvador, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, São Paulo, Curitiba, Porto Alegre, além do Distrito Federal e do município de Goiânia.

Leia mais: IPCA-15 de novembro de 2023 com avanço de 0,33%

IPCA acumulado 2023

Atualmente, o IPCA acumulado em 12 meses está em 4,68%. Confira abaixo o valor de cada mês.

MêsIPCA
Janeiro de 20240,42%
Dezembro de 20230,47%
Novembro de 20230,28%
Outubro de 20230,24%
Setembro de 20230,26%
Agosto de 20230,23%
Julho de 20230,12%
Junho de 2023-0,08%
Maio de 20230,23%
Abril de 20230,61%
Março de 20230,71%
Fevereiro de 20230,84%
Janeiro de 20230,53%
Dezembro de 20220,62%

Gostou do conteúdo e quer ficar antenado nos dados de outros indicadores? Confira a nossa editoria de análises econômicas.

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 1 / 5. Número de votos: 1

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados