Aniversário do PicPay: o que rolou em 10 anos e o que vem aí

Comemore com a gente o aniversário do PicPay ao lembrar os principais momentos desta história e confira o que os líderes esperam do futuro

19 de setembro de 2022

O aniversário do PicPay é sempre especial, mas em 2022 temos um motivo a mais para comemorar: o aplicativo que facilita a vida de milhões de brasileiros celebra seus dez anos.

Para comemorar, o PicPay publicou nas suas redes sociais um vídeo que convida todo mundo a refletir sobre o que esperar do futuro com a hashtag #osProximos10.

Vamos relembrar, em alguns tópicos, o que aconteceu nos últimos dez anos: uma revolução nos meios de pagamento no país e uma papel fundamental na inclusão social dos brasileiros.

Nos últimos dez anos, o foco do PicPay foi se tornar a melhor forma de pagar tudo e todos pelo celular. Hoje, o app oferece diversos produtos e serviços e se tornou muito mais que um banco.

No final deste texto, fundadores do PicPay e alguns dos principais líderes da empresa contam o que esperam nos próximos dez. Vem com a gente!

Quando o PicPay faz aniversário?

O PicPay comemora seu aniversário em 19 de setembro. Essa história começou nesse mesmo dia em 2012, quando a primeira versão do aplicativo PicPay chegou às lojas de apps dos smartphones.

É isso mesmo: a resposta para quem se pergunta “quantos anos o PicPay tem” é um número redondo: dez anos.

Quando contamos por aqui a história do PicPay, lembramos que nem os smartphones eram tão populares dez anos atrás. O primeiro iPhone tinha sido lançado há apenas cinco anos.

2012 pode nem parecer tão longe, né? Aquele foi o ano de Avenida Brasil, famosa novela que foi veiculada pela TV Globo, da reeleição do presidente Barack Obama nos Estados Unidos e da conferência Rio+20, do meio ambiente, no Brasil.

Como surgiu a ideia do PicPay?

A ideia surgiu em um domingo. Anderson Chamon, um dos fundadores do PicPay, pensou em criar um aplicativo que permitisse sair de casa sem a carteira. Ou seja, pagar tudo só pelo celular!

O propósito por trás do PicPay era descomplicar o dia a dia. Naquela época, o PicPay foi o pioneiro nos pagamentos entre pessoas, conhecidos também como peer-to-peer.

Dessa maneira, o PicPay, que completa dez anos, antecipou a tecnologia que faz o que o Pix passou a fazer em 2020, oito anos depois.

Quem criou o PicPay foi Chamon, que se juntou a Dárcio Stehling, Davi Pozzi e Hudson Chamon. Em seguida, os sócios Diogo Roberte e Pablo Gomes completaram o grupo. 

Como os meios de pagamento que usamos mudaram em dez anos?

Quando Chamon teve a ideia do PicPay, ela surgiu de uma dor: cada estabelecimento aceitava uma forma de pagamento diferente. Não era tão fácil quanto hoje em dia.

Naquela época, até os cheques estavam entre os meios de pagamento mais comuns. Os cartões eram menos utilizados e os pagamentos com celular, então, nem existiam.

Tudo isso mudou muito nos últimos anos, com uma grande ajuda da pandemia. Hoje, 86% dos brasileiros usaram pelo menos um meio de pagamento digital no último ano, segundo uma pesquisa da Mastercard.

Há dez anos atrás, no entanto, o PicPay trouxe uma novidade muito diferente do que já se conhecia, com os pagamentos peer-to-peer. Os QR Codes não eram tão comuns e o Pix não estava nem perto de existir.

Hoje, cada vez mais, pagar tudo e todos pelo celular, esse propósito que está com o PicPay desde o nascimento, faz mais parte do dia a dia. Mas até onde isso nos levou?

Aniversário do PicPay: onde chegamos em dez anos?

Talvez a marca mais significativa para o aniversário do PicPay de dez anos seja a de 30 milhões de clientes que usam o app por mês. Para quem lê a informação assim, pode nem ficar claro quanto isso significa.

30 milhões de pessoas é mais do que a população da Austrália e mais do que os habitantes de Portugal e Chile somados!

Para juntar tanta gente assim no mesmo espaço físico, seriam necessários cerca de cinco mil quilômetros quadrados.

É um território maior do que muitos países têm, como é o caso de Cabo Verde.

Ao longo dos últimos anos, também temos visto a utilização do app aumentar cada vez mais entre os usuários. 

É o que chamamos de efeito de rede, que faz com que se torne ainda mais vantajoso usar o PicPay quando vários contatos seus também usam no dia a dia.

Na imagem ao lado, você pode conferir como o uso do PicPay cresceu nas principais capitais brasileiras de 2016 até 2021.

Inclusão financeira

Todos esses números só são tão importantes porque o PicPay faz a diferença na vida das pessoas.

Durante o momento mais duro da pandemia, o PicPay se empenhou para ser um grande facilitador e promotor da inclusão financeira dos brasileiros, como uma das empresas a permitir o recebimento do Auxílio Emergencial pelo app.

Além disso, o PicPay se consolidou como app que oferece produtos e serviços que permitem pagar boletos, fazer compras e realizar transferências 100% digitais para todo mundo.

Por trás do crescimento do PicPay, estão mais de 3,7 mil colaboradores que ajudam a construir e a aprimorar o app todos os dias — são os chamados PicPay Lovers.

E o que mostram os resultados do PicPay? 

O engajamento cada vez maior dos nossos clientes e a diversificação dos nossos produtos e serviços trazem, cada vez mais, resultados muito importantes para a empresa.

No primeiro semestre deste ano, o número de usuários ativos — os 30 milhões de que falamos antes — cresceram 95% se compararmos com o mesmo mês de 2021.

Outro resultado importante é o crescimento do valor transacionado no app, que foi de quase três vezes entre 2021 e 2022, e já chega a R$ 85,7 bilhões nos primeiros seis meses do ano.

A receita do PicPay, que é o total de dinheiro gerado pelas vendas de bens ou serviços, cresceu ainda mais: 3,6 vezes, para R$ 1,3 bilhão no primeiro semestre.

O que esperar daqui para a frente?

Confira o que nossos fundadores e algumas das principais lideranças da empresa para os próximos dez anos de PicPay e do mercado de pagamentos.

“No começo, a gente questionava: ‘por que sair com carteira? Use PicPay’. Nesses últimos dez anos, focamos em nos consolidar como a melhor forma de pagar tudo e todos pelo celular. Nos próximos dez, queremos perguntar: ‘para que banco? Use PicPay’. Com a nossa variedade de produtos e serviços, resolvemos todas as necessidades bancárias dos nossos usuários e vamos muito além, oferecendo também muitos serviços não financeiros. Ou seja, PicPay é muito mais que um banco.”

Anderson Chamon, vice-presidente de Tecnologia e Produtos

“Queríamos criar um impacto enorme na sociedade e deixar um legado, e é o que construímos nos últimos dez anos. Para os próximos, vamos trabalhar para manter e fortalecer a nossa cultura, mudar a vida de mais gente e continuar na vanguarda do nosso mercado.”

Dárcio Stehling, diretor institucional

“Para quem viu o nascimento do PicPay, ver o acelerado crescimento não tirar a sua essência, diz muito sobre como serão os próximos dez anos: continuar fazendo soluções inovadoras e assertivas para os nossos usuários, tornando as experiências mais simples e escaláveis. Mesmo tendo vivido muita coisa nesses dez anos, sabemos que estamos apenas nos primeiros metros de uma maratona de oportunidades.”

Diogo Carneiro, CTO para Open Finance e primeiro colaborador do PicPay


E aí, gostou de conhecer mais sobre a nossa história neste aniversário do PicPay? Então fique por dentro de todas as nossas soluções para a sua vida financeira!

Esse conteúdo foi útil? Deixe aqui sua avaliação

Média da classificação 3.8 / 5. Número de votos: 13

Compartilhe este Post:

Conteúdos relacionados